Tamanho do texto

Ivanka Trump assumiu cargo de conselheira na Casa Branca, se afastou dos negócios e viu as vendas de sua marca despencarem graças a protestos. Veja

Ivanka Trump, filha mais velha do presidente, fecha marca de roupas que carregava seu nome por queda nas vendas após assumir cargo de conselheira na Casa Branca
Reprodução
Ivanka Trump, filha mais velha do presidente, fecha marca de roupas que carregava seu nome por queda nas vendas após assumir cargo de conselheira na Casa Branca

A filha mais velha do presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump, decidiu que vai encerrar as operações da marca de roupa que carrega seu nome. A decisão foi comunicada nesta terça-feira (24) por meio de nota emitida pela companhia.

Leia também: Trump contra-ataca presidente do Irã: 'Nunca mais volte a ameaçar os EUA'

Após a eleição de Donald Trump para o cargo máximo da república, Ivanka Trump assumiu um cargo de conselheira na Casa Branca . Para isso, ela se afastou do comando da companhia e viu os negócios começarem a ir mal. Isso, há mais de um ano.

Um sintoma de que as coisas não iam bem foi dado em fevereiro de 2017 quando a rede de lojas de roupas Nordstrom anunciu que tinha decidido para de vender as peças da marca de Ivanka. A questão fez com que o próprio presidente declarasse que a empresa estava "tratando injustamente" sua filha.

A Nordstrom, por sua vez, se defendeu dizendo que a decisão estava baseada estritamente no desempenho de vendas ruins da marca, mas o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, retrucou dizendo que isso se tratava de um "ataque direto" contra a filha do presidente.

Dados revelados pelo The Journal, porém, confirmaram que as vendas da marca de roupas e sapatos da filha do presidente despenscaram 32% no último ano fiscal em relação ao mesmo período do ano anterior. Apenas dentro da Nordstrom, as vendas caíram 70%.

Leia também: Louis Vuitton processa 3 pessoas por falsificação de produtos na China

O resultado pode ser fruto de uma série de convocações de diversos críticos do presidente Donald Trump a boicotarem as empresas dele e de sua família, o que aparentemente deu certo. 

Ivanka Trump na política

Ivanka Trump poderia estar pensando em seguir na vida pública e decidido abandonar os negócios
Reprodução
Ivanka Trump poderia estar pensando em seguir na vida pública e decidido abandonar os negócios

Através de um porta-voz da empresa, a marca comunicou que "após 17 meses, sem um prazo para seu retorno, Ivanka tomou a difícil decisão de ser justa com os parceiros da marca e seus empregados e o negócio deve fechar as portas".

Leia também: Burberry queima R$ 140 milhões em roupas para evitar pirataria e contrabando

O interlocutor ainda informou que os contratos de licenciamento da marca que ainda estão em andamento serão finalizados, mas não serão renovavos. Novos contratos, porém, não serão firmados. O comunicado, porém, fez surgir a dúvida sobre a intenção de Ivanka Trump de seguir os passos do pai e ingressar na carreira política. Resta saber se ela será mais bem sucedida na vida pública do que nos negócios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.