Louis Vuitton processa 3 pessoas por falsificação de produtos na China

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Empresa de artigos de luxo entrou com ação em um tribunal de Pequim demandando indenização no valor de US$ 37.900

Os acusados vendiam itens da empresa de artigos de luxo  Louis Vuitton por meio do site Taobao
Divulgação
Os acusados vendiam itens da empresa de artigos de luxo Louis Vuitton por meio do site Taobao

A empresa de artigos de luxo Louis Vuitton está movendo uma ação com o intuito de obter indenização de três pessoas que foram condenadas por venderem versões falsificadas de seus produtos via internet, por meio do site Taobao. A informação foi divulgada pela agência de notícias “Reuters”.

Segundo informações da agência, a Louis Vuitton pediu em um tribunal em Pequim que os três acusados parem de infringir sua marca e que paguem uma indenização no valor de 250 mil yuans (US$ 37,900/R$ 152,524).

Ainda de acordo com a “Reuters” o tribunal distrital em Pequim aceitou a ação na segunda-feira passada (4). Os réus foram condenados a penas criminais não especificadas em 2014, por venderem falsos produtos da Louis Vuitton. A “Reuters” afirmou também que tentou contato com os réus, mas não obteve sucesso.

Leia tudo sobre: Louis Vuittonvendasfalsificação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas