Tamanho do texto

Você aceitaria ganhar menos que uma pessoa da mesma função? Relatório diz que mulheres recebem US$ 0,99 para cada dólar recebido por um homem

Brasil Econômico

Ao menos 40% da força de trabalho global da MasterCard são mulheres, que ainda recebem menos que os colegas
shutterstock
Ao menos 40% da força de trabalho global da MasterCard são mulheres, que ainda recebem menos que os colegas

Que existe desigualdade salarial entre homens e mulheres , todo mundo já sabe (ou já 'ouviu falar'). Para quem não acredita ainda que isso aconteça, na última segunda-feira (12), uma das empresas mais importantes do setor de pagamentos do mundo, a MasterCard, admitiu que as mulheres da companhia recebem US$ 0,99 para cada dólar ganho por homens para funções de mesmo nível. 

Leia também: Uber forçará motoristas a tirarem pausa depois de 12 horas no volante

O anúncio feito por meio do relatório de diversidade da MasterCard ainda revelou que a diversidade de gênero continua sendo uma área de foco a ser trabalhada pela empresa, assim como o fim da desigualdade salarial. Para se ter ideia, em 31 de dezembro de 2017, foi registrado que 40% da força de trabalho global da MasterCard era feminina.

Adoção de medidas

“Como parte do ciclo de compensação deste ano, estamos adotando ações para ajudar a reduzir a lacuna entre homens e mulheres”, afirma a empresa no relatório. Também foi defendido no documento que a equidade de pagamento é apenas um componente dos esforços necessários para criar uma organização de alto desempenho e diversificada.

O recrutamento feminino é um deles. No ano passado, 83% das seleções de profissionais em todo o mundo tinham pelo menos uma candidata mulher com interesse na vaga disponível, como resultado, em 2017, 40% das contratações mundiais foram de mulheres e 55%, de universitárias.

Leia também: Empresa é condenada em R$ 100 mil por permitir assédio moral de supervisora

O desenvolvimento de carreira também é outra pauta da instituição, que está com programas no mundo todo para desenvolver liderança feminina por meio da expansão de habilidades e experiências profissionais dentro da empresa, que acontecem por meio de oficinas intensivas e movimentos de carreira.

Para as mulheres que ainda estão entrando no mercado de trabalho e se conhecendo profissionalmente, a empresa também oferece programas como Women in Technology , Girls4Tech e LaunchCode .

“A igualdade de gênero é o núcleo fundamental do nosso compromisso de construir uma cultura inclusiva e de alto desempenho na empresa, por isso permanecemos dedicados em manter práticas concebidas para garantir o fim da desigualdade salarial entre homens e mulheres de mesmos cargos”, declarou a MasterCard.

Leia também: Salário mínimo ideal deveria ser de R$ 3.752 em janeiro, diz Dieese

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.