Válida para motoristas dos Estados Unidos e já adotada para o Reino Unido, medida indica a preocupação da empresa com riscos de sono ao volante

Brasil Econômico

Depois de 10 horas dirigindo, motoristas receberão notificações da Uber sobre a proximidade do fim do expediente
Shutterstock
Depois de 10 horas dirigindo, motoristas receberão notificações da Uber sobre a proximidade do fim do expediente

A Uber passará a obrigar os motoristas a tirarem uma pausa após realizarem corridas durante 12 horas. A empresa deixará de exibir os passageiros no aplicativo durante seis horas, período mínimo voltado para os motoristas descansarem. A medida é voltada para os Estados Unidos e já foi adotada nas últimas semanas no Reino Unido e mostra uma preocupação da empresa com os perigos do sono ao volante.

Leia também: Facebook registra patente para identificar usuários por classe social

A principal diferença da medida pela Uber é o fato de não se tratar de uma recomendação aos pilotos, mas, sim, de um bloqueio obrigatório. Em comunicado no site da empresa, Sachin Kansal, diretor de produto da empresa, a ação "fortalecerá a abordagem para ajudar a manter os passageiros e motoristas seguros nas ruas, enquanto preserva a flexibilidade que os motoristas dizem amar".

Leia também: Instagram começa a revelar se você fez prints em fotos e vídeos do Stories

Depois de completarem 10 horas ao volante, os motoristas receberão notificações indicando que o expediente máximo está próximo do fim. Quando as 12 horas são alcançadas, o aplicativo impede o início de novas corridas e informa que novos passageiros serão exibidos somente depois da pausa de seis horas. O limite será válido mesmo que o motorista realizar pausas durante o dia.

Como lembra o Venture Beat , a estratégia da plataforma é inteligente mas, na prática, os pilotos deverão encontrar formas de contorná-la. Uma das saídas, por exemplo, é simplismente trocar de aplicativo de transporte ao atingirem as doze horas estabelecidas pela plataforma.

Além disso, a ação não impede os motoristas de virarem a noite realizando corridas pelo app depois de cumprirem uma carga em seu trabalho convencional e não é capaz de identificar o quão cansado o motorista está.

Leia também: iPhone X ganha aplicativo que usa animojis para você imitar Trump

"Todo mundo sabe que beber e dirigir é perigoso, mas muitos não sabem dos riscos ou dos sinais de aviso da condução sonolente", disse Kansal. O diretor da Uber lembrou, ainda, que "nossas diretrizes deixam claro que é importante os motoristas tirarem pausas quando se sentirem cansados. Também acompanhamos recursos como notificações no aplicativo para lembrá-los disso".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.