Tamanho do texto

Ideia é desenvolver soluções inovadoras e parcerias para crescer e ganhar competitividade global, passando a exportar para toda a América Latina

Chery continuará produzindo veículos em Jacareí (SP), mas com reforço de fábrica da Caoa em Anápolis (GO)
Reprodução/Facebook Chery
Chery continuará produzindo veículos em Jacareí (SP), mas com reforço de fábrica da Caoa em Anápolis (GO)

O conglomerado de distribuição e fabricação de veículos Caoa comprou 50% da operação da chinesa Chery no Brasil, segundo anúncio divulgado neste sábado (11). O valor da transação gira em torno de R$ 60 milhões e inclui, além das redes de revenda, uma fábrica na cidade de Jacareí (SP).

Leia também: Entidades empresariais comemoram início da reforma trabalhista

Segundo o comunicado, este é "um momento antológico para a indústria automotiva do Brasil". A nova marca, nomeada  Caoa Chery, vai desenvolver soluções inovadoras e parcerias para crescer e ganhar competitividade global, passando a exportar para toda a América Latina.

Com a parceria, as empresas pretendem assegurar a fabricação de veículos tanto na fábrica da Caoa em Anápolis (GO) quanto na de Jacareí. Além disso, as empresas também esperam aproveitar a experiência do conglomerado para aumentar as vendas. 

Também é prevista a utilização de tecnologia de ponta oferecida pela Chery International e um investimento na nova marca de até US$ 2 bilhões ao longo dos próximos 5 anos, com recursos próprios.

Leia também: Fitch mantém perspectiva negativa para nota de crédito do Brasil

A Chery foi a primeira fabricante chinesa de automóveis a se instalar no País, com investimento de US$ 530 milhões. A fábrica da companhia é capaz de produzir até R$ 50 mil carros a cada ano. Atualmente são comercializados os modelos New QQ, Celer Hatch e Celer Sedan.

Já a Caoa é composta por mais de 180 concessionárias que contam com cerca de 1.100 vendedores especializados nas marcas Hyundai, Subaru e Ford. Nas oficinas de serviços trabalham 3.400 profissionais. A rede é a maior operação de distribuição e fabricação de automóveis da América Latina, ultrapassando a marca de 1.200.000 de veículos vendidos.

Leia também: Empresas estatais passam a ter sua governança medida por meio de indicador

A fábrica da Caoa foi inaugurada há dez anos, recebendo um investimento próprio de R$ 2,5 bilhões. Deste valor, R$ 121 milhões viabilizaram o Centro de Pesquisa e Eficiência Energética (CPEE), um dos principais laboratórios de Eficiência Energética da América Latina. O local tem capacidade para produzir carros, caminhões e caminhonetas dentro dos mais elevados padrões mundiais de qualidade, inovação e tecnologia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.