Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
shutterstock
Bovespa recua novamente, com influência do cenário político nacional

Nesta quinta-feira (9), o Índice da Bovespa (Ibovespa) operou em queda, após registrar alta na cotação anterior, dando espaço para possíveis ajustes, com a divulgação de balanços importantes para a economia nacional. Os investidores ainda permanecem cautelosos em relação aos investimentos, principalmente pela expectativa dos próximos passos na agenda de reformas, em especial da reforma da Previdência.

Leia também: Negócios: Conheça o aplicativo que calcula a eficiência logística de um imóvel

Por volta das 12h43, a Bovespa caía 1,19%, aos 73.475 pontos. As ações ordinárias de nível 1 (ON N1) da Vale estavam entre as mais negociadas do pregão, com baixa de 2,12%, assim como as ações preferenciais (PN) da Petrobras, que recuavam 1,18%. Por outro lado, a JBS ON subia 3,57%. A Eletrobras, o Itaú e o Bradesco também apresentaram quedas.

Reforma da Previdência

Na terça-feira (7), o presidente Michel Temer divulgou um vídeo, onde afirmou estar otimista acerca da negociação da reforma da Previdência, após ter alegado na noite de segunda-feira (6) que o desenvolvimento da proposta não seria viável. Na quarta-feira (8), ele se reuniu com ministros, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com deputados para discutirem a proposta, que o governo estima votar ainda este ano.

Vale mencionar que a reação dos mercados após a afirmação anterior do presidente foi imediata, com alta no dólar e nos juros futuros, e com recuos sendo registrados na bolsa. Tal resultado fez com que Temer e sua equipe passassem a adotar um novo discurso, que objetiva reverter a ideia de estagnação sobre a proposta.

Leia também: M.Officer é condenada por trabalho escravo e pode ter atuação suspensa em SP

Cotações anteriores

Na segunda, a bolsa paulista subiu 0,24%, aos 74.090 pontos, influenciada pelo cenário político nacional e interrompendo a queda mais acentuada desde maio, abaixo dos 73 mil pontos. No mesmo dia, houve a estimativa do Boletim Focus, que mostrou o mantimento das projeções dos principais indicadores econômicos brasileiros, pelo mercado financeiro.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), referente a inflação, ficou em 3,08%, com a mesma estimativa da semana passada. Enquanto a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) permaneceu a mesma, com expectativa de crescimento de 0,73% este ano e de 2,5% para 2018. Em relação à taxa básica de juros (Selic), as estimativas foram estáveis, com previsão de que encerre este ano em 7%.

Já na terça-feira (7) o Ibovespa  apresentou queda de 2,55%, aos 72.414 pontos - menor patamar desde 5 de setembro, quando marcou 72.150 pontos. As especulações acerca da reforma da Previdência tiveram grande impacto nesse pregão, com decréscimos nas ações da Vale, Petrobras, Itaú, Usiminas e Gerdau. Na quarta-feira, a Bovespa voltou a crescer, com mais 2,69%, aos 74.363 pontos, após o vídeo de Temer.

Leia também: Feirão Limpa Nome tem adesão de 3,9 milhões de consumidores em dois dias

    Leia tudo sobre: Bovespa

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários