Tamanho do texto

Além disso, carne de um sexto frigorífero teve proibida a entrada no país; Rússia alega ter encontrado 'substâncias fora dos padrões sanitários'

Brasil Econômico

A Rússia proibiu a entrada de carne do frigorífico Metaboi e aumentou a fiscalização dos produtos de outras cinco marcas brasileiras, incluindo a JBS . A decisão foi do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Sanitária do país.  A Rússia é o quarto maior importador de carne brasileira.

De acordo com o órgão, o motivo da maior vigilância é terem sido encontradas ‘substâncias fora dos padrões sanitários russos’ na carne que veio das empresas citadas.

Além da carne da Metaboi, proibido de entrar na Rússia a partir do dia 30 de outubro, já estão sendo fiscalizadas com mais rigor produtos da JBS, Aurora, Frigon - Irmãos Gonçalves, Frigo Estrela e Frigol.

A Metaboi não atendeu às ligações da reportagem do iG. A JBS, maior de todas os frigoríficos afetados, não vai comentar o caso, pois a empresa afirma que esse é um problema do setor.

Por meio de nota, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afirma que não foi notificado sobre a decisão da Rússia, de acordo com a a rádio CBN. 

Histórico de proibições

Trabalhadores em linha de produção em frigorífico; setor foi marcado pela Operação Carne Fraca
shutterstock
Trabalhadores em linha de produção em frigorífico; setor foi marcado pela Operação Carne Fraca

Em março deste ano, o setor de exportação de carne fresca foi afetado pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investigou um  esquema de fraudes na fiscalização do setor de alimentos . De acordo com a investigação, a qualidade dos produtos não era averiguada de forma correta e ficaria  inferior ao padrão exigido no Brasil e no exterior.

Logo depois que a operação foi deflagrada, a União Europeia , China e Coreia do Sul , entre outros países,  proibiram a importação de carne dos frigoríficos investigados no Brasil.

Em apenas uma semana, na época, o  prejuízo causado pelas investigações somou US$ 40 milhões à cadeia responsável pela exportação de carne de frango e suína, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Na Europa, a importação foi temporária e na China, o embargo já acabou.

No entanto, em junho deste ano, todas as importações de carne fresca do Brasil foram suspensas nos Estados Unidos . O Departamento de Agricultura dos EUA alegou que o bloqueio se deveu as preocupações recorrentes sobre a segurança dos alimentos destinados ao mercado americano.

O Brasil ainda luta para que os EUA  reabram seu mercado para a carne brasileira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.