Tamanho do texto

Pesquisa indica que número de empregados no setor está abaixo da linha divisória dos 50 pontos; por sua vez, produção apresentou alta de 8,3 pontos

Brasil Econômico

O emprego no setor industrial registrou resultado negativo em maio na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (26) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice ficou em 48,1 pontos. O desempenho foi registrado mesmo com alta na produção, que alcançou 53,8 pontos no período. Os indicadores da pesquisa Sondagem Industrial variam de zero a cem pontos.

Leia também: Mãe de eletricista morto em acidente de trabalho é indenizada em R$ 25 mil

Resultados acima da linha dos 50 pontos indicam melhora no cenário, enquanto os que estão abaixo desta marca indicam piora. Em relatório sobre o estudo, a CNI destacou que, de forma geral, os indicadores do mês passado são positivos, pois, apesar de estar abaixo da linha divisória dos 50 pontos, o índice de emprego na indústria subiu 1,1 ponto na comparação com abril deste ano, apontando para um cenário menos ruim.

Para a CNI, números de maio da indústria podem estar relacionados à quantidade de feriados em abril
Shutterstock
Para a CNI, números de maio da indústria podem estar relacionados à quantidade de feriados em abril

Leia também: Lei permite conceder desconto em compras pagas à vista; entenda

A produção industrial cresceu 8,3 pontos na comparação com maio de 2016, quando o índice estava em 45,5 pontos, bem abaixo da marca que divide o otimismo do setor. Na comparação com abril deste ano, o crescimento é ainda maior, de 12,2 pontos. A CNI informou ainda que a utilização média da capacidade instalada do setor industrial ficou em 66% em maio.

O resultado é 3 pontos percentuais maior que o registrado em abril, sinalizando queda na ociosidade do parque industrial. Já os estoques ficaram dentro do planejado pelos empresários. O índice de evolução de estoques ficou em 50,7 pontos, 1,8 ponto acima do registrado em maio do ano passado. O índice de estoque efetivo em relação ao planejado ficou em 49,8 pontos, mesmo desempenho de doze meses atrás.

Na avaliação da entidade, os números registrados em maio podem estar relacionados à alta quantidade de feriados no mês de abril e não a uma efetiva recuperação do setor. "A reação veio depois de um mês atípico, com muitos feriados. É cedo para dizer que a recuparação de maio vai se sustentar nos próximos meses", analisou Marcelo Azevedo, economista da CNI.

Leia também: Bovespa: veja cinco corretoras de valores para iniciar seus investimentos

Ainda de acordo com a pesquisa, os empresários da indústria ainda apresentam pouca disposição para investir. O indicador de intenção de investimento ficou em 46,5 pontos em maio, 5,3 pontos abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, mas ainda abaixo da linha divisória dos 50 pontos.

* Com informações da Agência Brasil.