Tamanho do texto

Blairo Maggi defendeu sistema de controle de qualidade da carne brasileira e disse que exportação passou de R$ 63 milhões para R$ 74 mil na terça-feira

Brasil Econômico

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse nesta quarta-feira (22) que o Brasil poderá ter prejuízo de até US$ 1,5 bilhão por ano com os desdobramentos da Operação Carne Fraca. Segundo ele, os problemas identificados pelas investigações da Polícia Federal são questões pontuais de desvio de conduta de servidores responsáveis pela fiscalização.

Leia também: Após polêmica com a PF, JBS comete gafe ao lançar comercial

Maggi defendeu o sistema de controle de qualidade da carne brasileira e disse que o episódio fez a imagem do Brasil ficar arranhada, o que impactou nas vendas para o mercado externo. De acordo com o ministro, a média diária de exportação brasileira de carnes é de US$ 63 milhões. Na terça-feira (21), ficou em US$ 74 mil após países como Japão e México anunciarem a suspensão das importações do produto por conta da Operação Carne Fraca .

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, acompanhou fiscalização de produtos após revelações da Operação Carne Fraca
José Cruz/Agência Brasil - 22.3.17
O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, acompanhou fiscalização de produtos após revelações da Operação Carne Fraca

Leia também: Japão e México suspendem importação de carne de frigoríficos brasileiros

"Estamos falando de números de números estratosféricos. Não sabemos o tamanho da pancada que vamos levar ainda", disse. De acordo com Maggi, as projeções neste momento apontam que o País deverá apresentar uma oscilação de mercado de cerca de 10% em um volume de US$ 15 bilhões arrecadados por ano com a exportação de carnes.

Em audiência pública conjunta das comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Assuntos Econômicos (CAE) nesta quarta-feira (22) no Senado, o ministro disse que os problemas identificados na operação são relacionados à corrupção e desvios de conduta e não, predominantemente, à qualidade da carne. "Quero defender o sistema brasileiro de controle, o sistema que atesta esses produtos".

Leia também: Prévia da inflação oficial tem menor taxa desde 2009, informou o IBGE

Durante a audiência, Maggi afirmou ter sido pego de surpresa com a forma que a Operação Carne Fraca foi divulgada. "Em nenhum momento questionamos a ação da Polícia Federal de investigar os fatos que foram a ela denunciados. Quero deixar claro que não podemos fazer a defesa daqueles que fizeram coisa errada, mas, da forma como ela foi conduzida e apresentada à população brasileira é que digo que fomos pegos de surpresa".

* Com informações da Agência Brasil.