Tamanho do texto

Aplicativo será lançado oficialmente na Feira do Empreendedor, que começa no próximo dia 18; apesar disso, já está disponível para Android e iOS

Agência Brasil

Aplicativo do BNDES apresenta diversas opções para o usuário
Reprodução
Aplicativo do BNDES apresenta diversas opções para o usuário

Foi desenvolvido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social um aplicativo para dispositivos móveis voltado para os micro, pequenos e médios empresários. O app, que recebeu o nome de BNDES MPME, terá lançamento oficial na Feira do Empreendedor 2017, que tem início marcado para o próximo dia 18 em São Paulo. Apesar disso, a ferramenta já está disponível para download para smartphones e tablets nos sistemas Android e iOS.

LEIA MAIS: Situação financeira melhora para 34% dos brasileiros em 2017, diz pesquisa

De acordo com Carlos Alberto Vianna Costa, chefe do Departamento de Relacionamento Institucional do banco, “o aplicativo navega internamente nos sistemas operacionais da instituição e permite às MPMEs que já são clientes do BNDES pesquisarem o status de suas demandas de crédito junto ao banco”.

O aplicativo, segundo o coordenador do Departamento de Sistemas da Área de Tecnologia da Informação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social , Rodrigo Gama, vai desburocratizar o acesso a essas informações. “[O aplicativo] permite que você, com um simples toque na tela do seu celular, atualize ou veja o andamento de todas as operações que escolheu, colocou entre seus favoritos. Essa é a principal coisa que o aplicativo traz de novo".

LEIA MAIS: Saiba quais são os modelos de negócios de startups que mais devem crescer

A ferramenta também atende aos bancos repassadores de recursos do BNDES e aos fornecedores de máquinas e equipamentos.

Ampliação

A projeção é de que o novo aplicativo contribua para ampliar a participação do segmento de micro e pequenas nos desembolsos. Além dessa ferramenta, o banco tem investido em outras ações com esse objetivo, entre elas a criação de um portal de acesso exclusivo às linhas de crédito do banco, que deve ser lançado em junho.

“Por meio desse portal, a gente pode oferecer as linhas aos agentes financeiros, permitir o fomento ao ambiente de negócios e ampliar o acesso desse público às linhas do BNDES”, disse Vianna Costa.

LEIA MAIS: Veja o que fazer para ser um profissional competitivo em tempos de crise

No ano passado, a participação das micro, pequenas e médias empresas nos desembolsos do BNDES atingiu R$ 27,2 bilhões. Este valor representa cerca de 30% do total liberado pelo banco.

    Leia tudo sobre: aplicativo