Tamanho do texto

Aluguel de espaços compartilhados pode ser boa opção para empreendedores que estão iniciando negócios. Veja algumas vantagens

Os coworking, ou seja, espaços compartilhados se mostram alternativas vantajosas para empresários
iStock
Os coworking, ou seja, espaços compartilhados se mostram alternativas vantajosas para empresários

Iniciar um negócio não é fácil. São vários os desafios a ser enfrentados, exigindo preparo e planejamento impecáveis. Um dos maiores obstáculos a diversos empreendedores é o custo existente para manutenção de um escritório, já que isso tem grande impacto nas finanças de uma empresa. Se você está planejando empreender atualmente pode ter ouvido falar sobre o coworking – e como ele pode ser interessante economicamente falando.

Claro, existem outras motivações – que não financeiras – para escolher o coworking na hora de iniciar uma empresa ou um projeto,  tais como a praticidade e a possibilidade de networking nesses locais.

Mas, aqui, levantamos a vantagem financeira, já que estudos apontam que, para uma empresa que aluga um imóvel, os gastos anuais totais por estação de trabalho podem chegar, em média, ao valor de R$ 17.400,00 no País.

Claro que isso tem uma margem de diversidade enorme, já que vai depender do Estado, da cidade e do local da cidade onde você deseja trabalhar. Inclusive, em relação aos coworking, isso também vai mudar – contudo, a ideia de alugar um espaço (que vai desde um lugar na mesa até uma sala individual) traz maior flexibilidade para que sua empresa encontre uma opção que seja ideal para seu bolso.

Outra alternativa, no caso de escolher alugar esse espaço, é fazer a comparação de preços em relação aos serviços que deseja e/ou precisa no "pacote" – é possível, por exemplo, pedir desde WiFi até serviços de cafeteria. O grande segredo é saber buscar e negociar.

“Administradores, muitas vezes, não fazem um cálculo aprofundado da manutenção do escritório, considerando apenas o aluguel. Todavia, para obter um número real dos custos, deve-se levar em conta questões como manutenção, insumos, energia, telefone, dentre outros. Com isso se chegará a valores muito mais representativos”, explica a presidente da Gowork, empresa especializada em coworking, Fernando Bottura.

+ Startup: entenda o conceito e saiba como funciona o investimento

Segundo ela, esses espaços compartilhados estão se revelando como alternativas muito vantajosas para os empresários, por diversos fatores, principalmente pelos custos. “Uma empresa que pretende locar um ambiente nesse modelo pode gastar por volta de R$10.800,00 por ano, contando com benefícios como atendimento personalizado, salas de reuniões, localidades, manutenção e suporte técnico”, explica.

Assim, em comparação ao custo de um escritório normal, se obtém uma média de economia de 38% com a opção de utilizar esse modelo de escritórios compartilhados. 

+ Está desenvolvendo uma startup? Você vai precisar destes cinco profissionais

Sem considerar outros benefícios, como flexibilidade de localização e possibilidade de aprimorar o network. Para quem pretende iniciar startup, por exemplo, pode encontrar vantagens a curto ou médio-longo prazo, já que o coworking oferece a flexibilidade necessária, sendo acomodados de acordo com suas condições financeiras e necessidades de crescimento. Assim, conforme seu projeto cresce, o espaço também poderá ir aumentando. Saber economizar, afinal, especialmente em tempos de crise, é um passo a mais para o sucesso dos negócios.

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo