Brasil Econômico

undefined
iStock
Os juros do empréstimo consignado costumam ser mais baixos do que nas outras modalidades

O empréstimo é uma ferramenta muito procurada por quem precisa obter crédito. Caso uma pessoa precise fazer um pagamento imediato e não possua a verba necessária, por exemplo, ela pode se beneficiar deste método para conseguir o dinheiro e parcelar o pagamento. É sempre importante lembrar, no entanto, que há juros altos nestas transações. 

LEIA: 10 características que você deve desenvolver para ser líder

As instituições financeiras responsáveis pela liberação do crédito oferecem diferentes tipos de empréstimo , sendo cada um mais adequado para determinada situação. Veja abaixo quais são e entenda como eles funcionam: 

Pessoal

Este exige que seja definido um valor preciso e que o solicitante passe por uma avaliação completa antes da aprovação. O maior benefício da modalidade é a facilidade, pois ele fica disponível para qualquer pessoa e, normalmente, é fornecido muito rapidamente. 

Apesar disso, também existem desvantagens em relação ao crédito pessoal. Os prazos para pagamento e os juros, em alguns casos, podem ser abusivos. Por conta disso, é necessário tomar muito cuidado para não se enrolar e acabar criando uma dívida muito grande. 

Consignado

Um dos maiores benefícios encontrados pelo consumidor ao procurar o consignado é seu custo. Além de limitar o valor do pagamento mensal em, no máximo, 30% dos rendimentos, as taxas de juros costumam ser menores nesta modalidade. 

LEIA MAIS: Saiba como melhorar o trabalho de sua empresa com um organograma

Entretanto, a forma de pagamento acaba sendo a principal desvantagem do modelo, pois o valor é descontado diretamente da folha de pagamento do solicitante. Isso inviabiliza a flexibilidade. Caso haja alguma emergência, por exemplo, não há a possibilidade de adiar a data de pagamento. 

Rotativo

Este modelo está relacionado ao uso do cartão de crédito. Se você gasta um valor alto no cartão, mas só consegue pagar o mínimo, por exemplo, a instituição financeira paga o restante. É como se você estivesse pegando este dinheiro emprestado, pois o banco continuará cobrando o valor nas próximas faturas com juros muito altos.

É de extrema importância, portanto, ficar muito atento para evitar que isso se torne uma bola de neve e faça sua dívida crescer até ser impossível controlá-la. A vantagem deste modelo é que você pode escolher qualquer valor entre o mínimo e o total da fatura para pagar no mês.

Cheque especial

Ao utilizar o cheque especial, é dispensada a necessidade de se fazer uma solicitação, pois o crédito é pré-aprovado pela instituição financeira, sendo colocado de forma automática no limite da conta corrente. 

LEIA TAMBÉM:  Conheça três métodos recomendados para motivar funcionários

Portanto, nesta modalidade de empréstimo, o valor fica disponível para ser utilizado quando o consumidor desejar. Assim como no pessoal, possui a vantagem de ser prático e a desvantagem de ter juros altos. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários