Brasil Econômico

undefined
iStock
Organograma vertical é o modelo mais comum, mas existem variações para diferentes casos

Para que uma empresa funcione, é preciso que o trabalho seja muito bem organizado. Deve haver planejamento e clareza nas tarefas propostas, para que elas sejam executadas de maneira adequada e apresentem os resultados esperados. Dessa forma, o organograma se torna uma ferramenta indispensável para o bem-estar da companhia. 

LEIA: Motivação de funcionários pode ser a chave do sucesso; confira dicas

O organograma pode ser caracterizado como um esquema que ilustra a hierarquia de empresa, apontando cada departamento e delegando suas respectivas tarefas, bem como os responsáveis por sua execução, subordinados e superiores. Assim a comunicação funciona melhor e a mensagem alcança maior compreensão. 

Ao organizar o trabalho dessa maneira, até mesmo as pessoas de fora da empresa conseguem entender melhor a relação das atividades com seus colaboradores, de forma a facilitar o esclarecimento de dúvidas para eventuais clientes, fornecedores e parceiros, por exemplo. 

Os diferentes tipos

Além do esquema convencional – conhecido como "vertical" –, que se preocupa claramente em apontar a hierarquia da empresa, existem outras formas de montar a estrutura. Confira abaixo quais são e em quais situações elas são utilizadas: 

LEIA MAIS :  6 sinais de que você está trabalhando em excesso

Circular:  como o próprio nome sugere, o esquema, nestes casos, é montado em forma de círculo. Ele é justamente o oposto da estrutura convencional, pois não se preocupa em delegar a hierarquia da empresa, mas, sim, em exaltar o trabalho em grupo. Este modelo costuma ser utilizado nas companhias do terceiro setor ou em organizações mais modernas. 

Funcional: este modelo é mais parecido com o esquema comum. No entanto, ao invés de estabelecer as relações de hierarquia em relação às pessoas, se preocupa em demonstrar as relações funcionais encontradas na empresa. 

Horizontal: assim como o vertical, este modelo também é baseado na hierarquia dos colaboradores da empresa. Entretanto, esta característica é menos acentuada, justamente pelo fato da estrutura ser representada de forma horizontal. Afinal, com o desenho feito desta forma, tanto o cargo mais baixo quanto o mais alto aparecem no mesmo patamar, indicando que todos possuem igual importância para a empresa. 

LEIA TAMBÉM:  Conheça vantagens e desvantagens da variação no preço do dólar

Matricial:  esta opção de organograma costuma ser usada quando há o desejo de representar a estrutura de grupos de trabalhos em projetos específicos – que têm a possibilidade de serem apenas temporários. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários