Após o desconto do IPI, veja os preços dos 10 carros mais baratos do País

Carros populares comprados à vista devem ficar pelo menos R$ 1.500 mais baratos com as medidas do governo para incentivar o consumo

iG São Paulo |

Um dia depois de o governo ter anunciado medidas de estímulo para o setor automobilístico , algumas montadoras já repassam as reduções do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) ao consumidor. A Ford, por exemplo, anunciou nesta terça-feira um desconto de 10% sobre o valor do Ford Ka 1.0L, que passou de R$ 23.600 a R$ 21.240.

Em geral, os preços dos 10 carros mais baratos do País devem ter uma redução de R$ 1.500 a R$ 1.850 em relação aos valores anteriores. Veja na galeria abaixo os novos preços para a compra à vista, com a redução do IPI.


Leia mais:  Em resposta a redução do IPI, JAC já diminui preços

As contas consideram a diminuição de 7% para zero no IPI cobrado sobre os veículos 1.0, lembrando que as empresas podem oferecer descontos que vão além da redução do imposto, se quiserem, como é o caso do Ka, da Ford.

Para os carros de 1.0 a 2.0, a taxa foi reduzida de 13% para 6,5% nos movidos a gasolina e de 11% para 5,5% nos que levam álcool ou são flex. Os comerciais leves tiveram a alíquota diminuída 4% para 1% para os dois combustíveis. Para quem vai financiar a compra, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) passou de 2,5% para 1,5%.

Veja também:  Ford Ka 1.0 custa R$ 2,3 mil a menos com novo IPI

O objetivo do governo com as mudanças é de incentivar o consumo e, assim, aquecer a economia. Ao mesmo tempo, consegue ajudar as companhias do setor automobilístico. "As vendas estão fracas e muitas precisam desovar estoques," diz Miguel José Ribeiro de Oliveira, vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Assim, os preços ficam menores tanto para veículos comprados à vista, que têm a incidência do IPI, como para os financiados, que também têm a incidência do IOF.

Quem quiser financiar um Gol1.0 flex, por exemplo, pode ter uma redução de R$ 3.285,12 no valor total desembolsado. Com o IOF menor, as parcelas passam de R$ 918,15 para R$ 849,71. No final do período, o comprador terá pagado R$ 40.786,08 pelo carro, sendo que teria gastado R$ 44.071,20 nas condições anteriores.

A conta foi feita por Oliveira, e considera uma taxa de juros mensal de 1,94% e um prazo de 48 meses. Se a compra for à vista, o consumidor pode conseguir um valor R$ 1.819,61 inferior ao anterior, uma vez que o preço passa de R$ 27,814 para R$ 25,994,39.

Veja mais Mantega: medidas de estímulo vão demorar para fazer efeito

O vice-presidente da Anefac lembra, entretanto, que muitas as concessionárias brasileiras ainda possuem carros em estoque, e que as mudanças dos impostos valem para veículos faturados a partir de agora. Assim, é possível que alguns preços não fiquem mais baixos. A sugestão dele é que o comprador sempre pergunte ao vendedor se o valor está com o novo IPI.

Em relação ao IOF, todos os financiamentos feitas a partir de agora terão, automaticamente, a incidência do imposto reduzido, diz o vice-presidente da Anefac.

(Por Olivia Alonso e Danielle Brant)

Leia tudo sobre: IPIgovernopreçoscarrosdesconto

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG