Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Presidente falou sobre a situação da economia brasileira em evento


O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado que quer que estados e municípios fiquem dentro da reforma daPrevidência , mas disse que o tema será definido na Câmara e que ele não tem "nada a ver com isso".   

Leia também: Previdência: líderes decidirão se Estados e cidades ficarão de fora da reforma

"Isso está sendo acertado pela Câmara. Nós gostaríamos que fosse tudo junto. Mas como tem partidos que querem que aprove (separado), tem um impasse dentro da Câmara. Eu não tenho nada a ver com isso. A Câmara que decide agora", disse Bolsonaro , após almoçar na casa de um colega militar.

"Eu quero aprovar a reforma basicamente como entrou lá. Tem parlamentar reclamando: “olha, a gente quer votar, mas o colega de tal partido votando em contrário eu tenho desgaste no estado”. Esse é o problema que está acontecendo na Câmara.

Leia também: "Mudar o rumo da economia é como um transatlântico", diz Bolsonaro

O relator da Previdência na comissão especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), afirmou neste sábado que ainda não foi decidido se servidores dos estados e municípios serão excluídos das regras previstas na proposta de emenda constitucional da reforma. Ainda segundo o relator, a definição sairá de reuniões com os líderes dos partidos na próxima semana. Em acordo com o governo, Samuel Moreira cogitou retirar estados e municípios das mudanças nas aposentadorias propostas pela equipe econômica .

O governador de São Paulo , João Doria , concorda com Bolsonaro e descreveu a exclusão dos servidores estaduais e municipais da reforma Previdência de “temerária”, “egoísta” e “absolutamente deplorável”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários