Tamanho do texto

Moeda americana opera em alta de 1,81%; ontem, dólar fechou dia cotado a R$ 4,03, maior valor desde setembro do ano passado. Confira

Notas de dólar
iStock
Política nacional e projeções baixas para o PIB influenciam na alta do dólar


 O dólar comercial opera em alta na manhã desta sexta-feira (17), em meio a uma piora nas expectativas para a economia nacional e um cenário incerto no exterior. Na máxima da sessão até o momento, a moeda subiu 1,81%, cotada a R$ 4,1112.

A alta do dólar acompanha os acontecimento nacionais e internacionais. No Brasil, o clima de pessimismo em relação ao crescimento da economia assusta o mercado financeiro. Nesta sexta-feira, o Monitor do PIB, da Fundação Getúlio Vargas, reforçou a estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre .

Além disso, preocupações com um possível atraso na reforma da Previdência e com as investigações sobre o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) , filho do presidente Jair Bolsonaro , deixaram os investidores apreensivos.

No exterior, a escalada das tensões na guerra comercial entre China e Estados Unido s levou nervosismo ao mercado brasileiro e estrageiro, que também opera no vermelho.

Na quinta-feira (16), o dólar fechou o pregão com alta de 0,97%, a R$ 4,03 , registrando o maior valor desde 28 de setembro do ano passado.