Tamanho do texto

A taxa é superior ao apurado na segunda prévia de maio (0,58%), de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Agência Brasil

Prédios
iStock
Com a prévia de junho, o IGP-M acumula inflação do aluguel de 4,33% no ano de 2019 e de 6,46% em 12 meses

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel , registrou 0,75% na segunda prévia de junho. A taxa é superior ao apurado na segunda prévia de maio (0,58%), de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (18), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com a prévia de junho, o IGP-M acumula inflação do aluguel de 4,33% no ano de 2019 e de 6,46% em 12 meses.

A alta da taxa de maio para junho foi puxada pelos preços no atacado, já que o Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede esse segmento, registrou inflação de 1,15% na segunda prévia de junho, acima do 0,72% de maio.

Leia também: União pagou em maio R$ 401 milhões em dívidas atrasadas de estados

O Índice de Preços ao Consumidor , que mede o varejo, teve deflação (queda de preços) de 0,05% em junho. Em maio, havia registrado alta de 0,4%. Já o Índice Nacional de Custo da Construção ficou estável em junho, depois de uma inflação de 0,06% em maio.