Tamanho do texto

Beneficiados tinham até esta quinta-feira (28) para sacar benefício referente aos meses trabalhados em 2015; pagamentos variaram entre R$ 79 e R$ 937

Brasil Econômico

Para receber o abono salarial também é necessário que o empregador tenha informado os dados do trabalhador na Rais
Divulgação/Caixa Econômica Federal
Para receber o abono salarial também é necessário que o empregador tenha informado os dados do trabalhador na Rais

Terminou nesta quinta-feira (28) o prazo para saque do abono salarial ano-base 2015. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. Não haverá uma nova prorrogação. Até o fim de novembro, ao menos 1,4 milhão de trabalhadores com direito ao benefício ainda não tinham retirado o dinheiro.

Leia também: Dívidas atrasadas? Aproveite o 13º salário e o abono salarial para quitá-las

O valor do  abono salarial variou conforme os meses trabalhados formalmente em 2015. Assim, caso o trabalhador tenha contribuído o ano todo, teve direito ao valor integral. Por outro lado, quem trabalhou por seis meses com carteira assinada pôde sacar metade do valor do PIS/Pasep. Os pagamentos variaram entre R$ 79 e R$ 937.

Leia também: Quer ganhar dinheiro na última semana do ano? Veja os “bicos” mais procurados

Quem trabalhou em empresas privadas no ano de 2015 precisou retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou em uma casa lotérica. Já os servidores públicos sacaram o benefício no Banco do Brasil.

Quem são os beneficiados?                                                               

Teve direito a receber o abono salarial ano-base 2015 apenas quem trabalhou com carteira assinada em 2015 por pelo menos 30 dias naquele ano, com remuneração média de até dois salários mínimos no período, além de estar inscrito há pelo menos cinco anos no Programa de Integração Social ( PIS ) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público ( Pasep ).

Para ser um beneficiado também foi necessário que o empregador tivesse informado os dados do trabalhador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Caso você ainda tenha dúvidas em relação ao benefício, o  site do Ministério do Trabalho oferece uma consulta gratuita com o número do PIS ou do CPF e a data de nascimento. Também é possível obter informações por meio do Alô Trabalho, ligando para o 158.

Leia também: Impostos 'abocanham' quase um terço de tudo que é produzido no Brasil

O trabalhador também pode ir pessoalmente às agências bancárias para mais esclarecimentos sobre o abono salarial ou entrar em contato com a Caixa Econômica Federal pelo telefone 0800-726 02 07 para informações sobre o PIS. Para os beneficiários do Pasep, o Banco do Brasil atende pelo número 0800-729 00 01.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.