Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
iStock
Em startups, nada é estático! As coisas podem mudar rapidamente, por isso, alugar espaço fixo pode ser armadilha

Espaços coworking são, de muitas formas, semelhantes àquele estereótipo de lugar com “café orgânico”, “cervejas artesanais”, “salas de pingue pongue” entre outras características que envolvem pessoas jovens, sorridentes e trabalhadoras. Mas, enquanto essa ideia persistir em sua cabeça ao pensar sobre estes locais de forma preconceituosa, o valor real que possuem pode ficar um pouco desvalorizado. Se você ainda não conhece ou não se convenceu, revelaremos algumas qualidades desses espaços que todo empreendedor deveria considerar ao abrir uma startup.

Assim, se seu sonho é abrir um negócio de maneira viável e profissional,  aqui vão cinco razões para adotar um espaço coworking, onde poderá receber clientes, fazer reuniões e trabalhar em novos projetos - tudo para que a sua startup  faça sucesso. 

Quer saber mais? Veja a lista de argumentos que o site Entrepreneur fez para te convencer:

1.  “Pagável”

Claro que tudo depende do local da cidade que você deseja trabalhar. Há mais caros, há mais baratos, tudo depende de sua boa vontade em procurar o coworking ideal para seu bolso. O bom é que, além da localização, também existem opções de aluguel do espaço que variam entre uma mesa até uma sala individual.

Outra opção é fazer a comparação de preços em relação aos serviços que deseja e/ou precisa no "pacote" do aluguel – é possível escolher entre opções de WiFi até serviços de cafeteria. O grande segredo, aqui, é saber buscar e negociar.

2.  Flexibilidade

Em startups, nada é estático! As coisas podem mudar seja no curto ou no médio-longo prazo, então alugar um espaço fixo pode acabar sendo uma armadilha. Por isso,  os coworking podem ser a solução para a flexibilidade necessária de seus negócios, sendo acomodados de acordo com suas condições financeiras e necessidades de crescimento. A ideia é que você aumente seu espaço enquanto aumenta sua empresa. 

3.  Tudo pronto

Acredite: essas empresas que oferecem espaços para aluguel já estão muito bem preparadas e familiarizadas com as necessidades das startups, mesmo aqueles que você nem imagina. Ademais, alguns serviços as coworking costumam oferecer poderão te ajudar (e muito) nesse começo no mundo dos negócios, tais como de contabilidade e de atendimento de telefones. Quem não deseja contar com profissionais qualificados para isso?

4. Network

Os jovens dominam a demografia de espaços coworking. Mas, o ecossistema de negócios envolve diversos tipos de pessoas, de empresas e de indústrias. Por isso, quando você decide utilizar um espaço compartilhado com outros profissionais, está abrindo possibilidades de network; afinal, você nunca sabe quem encontrará e como esse profissional poderá colaborar com o seu negócio.

5. Good vibes

Não subestime o quão pesada - mental e psicologicamente - pode ser abrir uma startup. São muitas as questões que devem ser levantadas, muitos problemas a serem resolvidos, muitas as ideias para reunir. Enfim, poderá ter vezes que você duvidará de sua capacidade, talvez você chegue a indagar sobre a empresa e sua missão e por que, afinal, você está se colocando numa posição tão complicada – sem tempo para dormir, para encontrar amigos e família.

Você vai sentir falta de se divertir. Por isso mesmo, ao garantir que a atmosfera seja de pessoas inteligentes, dedicadas e trabalhadoras é a melhor maneira de fugir da “depressão” dos negócios. Qualquer que seja a dificuldade que você enfrente, alguém, provavelmente, já terá encarado – e resolvido. É sempre bom se lembrar disso.

 LEIA MAIS: Está desenvolvendo uma startup? Você vai precisar destes cinco profissionais

Depois de um tempo, quando os negócios já tiverem avançando, você poderá se mudar para um lugar fixo, uma sede maior para sua startup . Mas, dar a chance para um espaço compartilhado é, também, dar a chance para você aprender mais sobre administração, marketing e finanças. Muitos empreendedores já fizeram isso – inclusive aqueles que iniciaram um “pequeno negócio” chamado Instagram. Se tiver curioso, busque coworkings na sua cidade e vizinhança, vá lá e converse com os novos empresários que já adotam esse modo de começar. Muito provavelmente, você será convencido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários