Tamanho do texto

Produtos mais procurados no Natal em 2018 foram das áreas de moda masculina e feminina, calçados, perfumes e cosméticos, e brinquedos; veja

Vendas de Natal nos shoppings brasileiros cresceram 5,5% em 2018, segundo a Alshop
Shopping Interlagos/Divulgação
Vendas de Natal nos shoppings brasileiros cresceram 5,5% em 2018, segundo a Alshop

As vendas de Natal em shoppings cresceram 5,5% no Brasil em relação ao mesmo período de 2017, segundo informou a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) nesta quarta-feira (26).

Leia também: Como aproveitar os descontos praticados após o Natal? Procon dá dicas

A pesquisa foi realizada com 400 empresas do varejo associadas à Alshop e que reúnem aproximadamente 30 mil pontos de vendas em todo o País. Os números revelam o segundo ano seguido de crescimento nas vendas de Natal . Em 2017, os shoppings tiveram aumento de 6% em relação a 2016.

Os produtos mais procurados no Natal deste ano foram das áreas de moda masculina e feminina , calçados, perfumes e cosméticos, e brinquedos. No acumulado do ano, a Alshop calcula que as vendas no segmento cresceram 6%, chegando a R$ 156,3 bilhões.

Apesar de os lojistas terem movimentado mais dinheiro neste ano, o faturamento dos shoppings acabou tendo crescimento menor que o registrado em 2017. Se descontada a inflação, o ganho real do segmento subiu 1,5% enquanto, no ano passado, houve alta de 2% uma vez que a inflação foi menor. 

Segundo a associação, foram inaugurados 13 shoppings no País neste ano. "Em 2017, tínhamos 773 shoppings e, em razão de reclassificações feitas nos últimos anos e da abertura de 13 novos shoppings tradicionais, bem como fechamento de shoppings rotativos, ficamos com 754 centros comerciais", informou o balanço anual da Alshop.

O segmento dos shoppings encerra o ano de 2018 com 112 mil lojas, apresentando redução de 9,6% na comparação direta com as 124 mil lojas que estavam em operação no final de 2017.

Leia também: Mais de 20% dos brasileiros das classes C, D e E extrapolam nos gastos de Natal

Consultas para vendas de Natal a prazo crescem 2,66%

Consultas para vendas de natal a prazo cresceram pelo segundo ano seguido
Divulgação/SPC Brasil
Consultas para vendas de natal a prazo cresceram pelo segundo ano seguido


Outro balanço natalino , realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que as consultas para vendas a prazo nos 21 dias anteriores ao Natal (período de 4 e 24 de dezembro) cresceram 2,66% na comparação com o mesmo período de 2017.

Também é o segundo ano seguido de alta, no melhor resultado desde 2014. Nos últimos anos, as vendas a prazo no período de Natal foram de +2,13% (em 2017), -2,29% (em 2016), -4,16% (em 2015), -8,3% (em 2014), +3,62 (em 2013) e de +3,90% no ano de 2012.

Segundo com levantamento CNDL/SPC Brasil, o gasto médio do brasileiro com o total de presentes de Natal foi estimado em R$ 115,9.

Leia também: Cenário externo abafa eleições no Brasil e determina disparada do dólar em 2018

As vendas de Natal e as consultas para vendas a prazo cresceram, voltando a mostrar a força natalina para a economia nacional e o comércio como um todo. A soma do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidos no País, por exemplo, pode ser impactada pelo crescimento de vendas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas