Tamanho do texto

Nomeação de Hélio Paes de Barros Júnior, diretor da Anac até 2018, era aguardada desde o início do governo; brigadeiro substituirá Martha Seillier

novo presidente da infraero
José Cruz/Agência Brasil
Ex-diretor da Anac, o brigadeiro Hélio Paes de Barros Júnior vai substituir Martha Seillier na presidência da Infraero

Depois de cumprir quarentena de seis meses, o brigadeiro Hélio Paes de Barros Júnior assumiu nesta segunda-feira (1º) a presidência da Infraero. Ele substitui Martha Seillier, que será transferida para a diretoria de Planejamento, Finanças e Relações com Investidores. A nomeação do brigadeiro, que foi diretor da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) entre 2016 e 2018, era aguardada desde o início do governo.

Em nota, Barros Júnior agradeceu à antecessora e prometeu seguir as orientações do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas , para a estatal. “Chego à Infraero disposto a contribuir com esse momento tão decisivo para a empresa e a executar as diretrizes estabelecidas pelo ministro Tarcísio. Agradeço à Martha e a todos os diretores que fazem um excelente trabalho”, escreveu.

A solenidade de transmissão do cargo, a ser presidida pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas, acontecerá no dia 15 de julho.  

Currículo

Natural do Rio de Janeiro, Hélio Paes de Barros Júnior é bacharel em Ciências Aeronáuticas pela Academia da Força Aérea e em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É especialista em Política e Estratégia Aeroespaciais e pós-graduado em Ciências Militares, ambos pela Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).

Ingressou na Aeronáutica em 1969, tendo atuado em diversas funções. Especificamente com relação à aviação civil, esteve no antigo Departamento da Aviação Civil (DAC), onde foi vice-chefe de Tecnologia da Informação, chefe do Subdepartamento de Operações e chefe do Subdepartamento de Serviços Aéreos.

Leia também: TCU proíbe Infraero e Eletrobras de aumentarem salários de funcionários

A partir de 2015, o tenente-brigadeiro se tornou Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, tendo assumido uma das diretorias da Anac já no ano seguinte. Na agência, o agora presidente da Infraero permaneceu até o fim de 2018.