Tamanho do texto

Segundo a marca, produtos são uma resposta aos pedidos dos clientes: "queremos dar a eles o que estão procurando de uma forma divertida"

IstoÉ Dinheiro

Sorvete da Ben & Jerry's à base de maconha
Divulgação/Ben & Jerry's
Ben & Jerry's cria sorvete à base de maconha


A Ben & Jerry’s também está atenta ao lucrativo consumo de produtos à base de maconha nos Estados Unidos. A tradicional companhia de sorvetes anunciou nesta quinta-feira (30) o desenvolvimento de uma linha de produtos com infusão de canabidiol (CBD) que deve chegar ao mercado assim que a regulamentação da substância for aprovada pelas autoridades.

Leia também: Burger King promete entregar hambúrgueres no trânsito de São Paulo; assista

O canabidiol é uma das centenas de componentes da cannabis sativa, o nome científico da maconha , e é usado para diversos fins, como tratamentos médicos e produção de remédios. Porém, ao contrário do tetrahidrocanabinol (THC), o CBD não tem propriedades psicoativas.

A Food and Drug Administration (FDA), entidade que regula o setor nos EUA, irá iniciar audiências públicas nesta sexta-feira (31) para debater a legalização de produtos à base de CBD. Em apoio, a Ben & Jerry’s pediu para que os clientes da marca mandassem mensagem às autoridades pleiteando a aprovação do projeto.

A companhia, controlada pela gigante Unilever , não deixou claro como seria esse nome produto com base em CBD. Em comunicado, a empresa afirmou que os novos sorvetes são uma resposta à demanda dos clientes da marca.

“Estamos fazendo isso para nossos fãs. Nós aspiramos amar nossos fãs mais do que eles nos amam e queremos dar a eles o que eles estão procurando de uma forma divertida”, disse o CEO da marca, Matthew McCarthy.

Além da alegria dos fãs, a marca também pode fazer muito dinheiro com a iniciativa. Segundo levantamento da empresa de análises New Frontier Data, as vendas de produto relacionados ao CBD somaram US$ 390 milhões no ano passado e podem saltar para US$ 1,2 bilhão até 2022.

Leia também: McDonald’s lança Big Mac vegano com hambúrguer de origem vegetal

Esta não é a primeira aventura da companhia no segmento canábico. Em 20 de abril, a marca se uniu ao dispensário de maconha Caliva para distribuir canecas de sorvete grátis na Califórnia. A Caliva doou 4,2% de suas vendas para o programa Clear My Record, da Code for America, que se concentra em pessoas que foram presas sob acusações relacionadas ao porte de maconha.