Brasil Econômico

Caixas da Netshoes
Divulgação
Oferta da Centauro aconteceu após venda da Netshoes para o Magazine Luiza estar encaminhada


A disputa pela Netshoes ficou ainda mais acirrada na semana em que os acionistas irão avaliar as propostas de compra da rede de produtos esportivos.  O grupo varejista SBF, dono da rede de lojas Centauro, informou nesta quarta-feira (29) que elevou sua oferta para US$ 108,7 milhões, o equivalente a US$ 3,5 por ação.

O aumento da proposta da Centauro,  principal concorrente da Netshoes, acontece dois dias depois de o Magazine Luiza também elevar sua oferta pela empresa. As duas marcas estão disputando a compra desde o mês passado.

A briga de ofertas pelas empresas começou quando o Magazine Luiza anunciou, no fim de abril deste ano, anunciou a compra da Netshoes por US$ 62 milhões. Na última semana, no entanto, a Centauro entrou na disputa com uma proposta 40% maior . Depois da divulgação da oferta da Centauro, o  Magazine Luiza  anunciou o aumento de sua proposta inicial em 50% para US$ 93 milhões, o que corresponde a US$ 3 por ação.

Além de aumentar a sua oferta, a Centauro disse que, caso o negócio seja pela assembleia de acionista, faria um aporte imediato de até R$ 70 milhões na Netshoes. O grupo SBF informou ainda que estaria disposto a firmar um contrato de associação para disponibilizar os produtos da Centauro na plataforma de vendas on-line da Netshoes.

A possível compra da Netshoes pelo Magazine Luiza já tem o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo técnicos do órgão, porém, o Cade não vai se meter na briga entre as duas redes pela Netshoes. Essas fontes dizem que o sinal verde para a aquisição pela Magazine Luiza não significa que o ato tenha que ser obrigatoriamente consumado.

Leia também: Magazine Luiza diz que proposta da Centauro "foi feita de forma oportunista"

Empresa acumula prejuízos

 No acordo assinado pelo Magazine Luiza com a Netshoes, acionistas que detêm parcela de 47,9% do capital da empresa de comércio on-line se comprometiam com o voto favorável à aquisição. Mas, segundo a Centauro, o Conselho da Netshoes é obrigado a avaliar qualquer oferta feita antes do encontro de acionistas da empresa, previsto para esta quinta-feira, dia 30. 

Fundada em 2000 por Márcio Kumruian, que até hoje lidera o negócio, a Netshoes é uma das principais concorrentes da Centauro e chegou a despertar interesse da B2W, dona da Americanas.com, e do Mercado Livre. O desafio de quem a comprar será tirar a companhia da maré de balanços financeiros vermelhos. A empresa acumula prejuízo há vários trimestres. 

Leia também: Natura anuncia compra da Avon e nova empresa é avaliada em US$ 11 bilhões

A Netshoes tentou reverter as perdas constantes com a venda de suas operações no México e na Argentina e mudanças de estratégia, mas não teve resultados suficientes para barrar o aumento da pressão dos acionistas. Assim, em setembro, anunciou que estava à venda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários