Tamanho do texto

Depois da crítica, instituições financeiras ofereceram seus serviços ao padre

Padre Fabio de Melo
Reprodução/Instagram
Padre Fabio de Melo criticou serviços do Bradesco no Twitter


Uma reclamação do padre Fabio de Melo em sua conta pessoal no Twitter fez com que diversas instituições financeiras fizessem propaganda de seus serviços para ele. Na tarde desta quarta-feira (23), o padre fez críticas ao Bradesco, o que fez com que outros bancos aproveitassem a deixa para se promoverem no perfil do padre, que conta com  6,5 milhões de seguidores. 

Leia também: Bradesco corta projeção do PIB e diz que Brasil não vai crescer mais que em 2018

"Estou há um mês com um cartão de crédito do @Bradesco bloqueado. Julgaram suspeito o estabelecimento da compra, uma loja de um shopping. Acabo de ser recomendado pela gerente a ter paciência.", escreveu o padre Fabio de Melo


Apesar da resposta rápida do Bradesco na rede social, que ofereceu ajuda para resolver o problema, bancos como Itaú, Nubank, Santander , Banco do Brasil (BB) e Inter não perderam tempo para oferecer seus serviços ao padre.

"Temos interesse", respondeu o Itaú , ressaltando alguns de seus serviços. O Nubank , por sua vez, brincou com a situação, fazendo uma espécie de oração: "Padre Fabio cheio de graça, venha conosco, bendita a hora que o antagonista te pediu paciência, e os clientes a nosso favor te orientaram."

O Banco Inter também brincou com a profissão de Fabio de Melo: "Padre, você já conhece a palavra do Banco Inter ? Aquele que está sentado à direita do Banco Central, de onde há de acabar com as tarifas e anuidade!", escreveu. "Dê-me a sua graça, padre", pediu o BB.

Leia também: CCJ aprova admissibilidade da reforma tributária do centrão

Confira a repercussão: