A compra da Avon foi anunciada na noite dessa quarta-feira (22) e prevê a criação de uma nova empresa, a Natura Holding
Divulgação/Natura
A compra da Avon foi anunciada na noite dessa quarta-feira (22) e prevê a criação de uma nova empresa, a Natura Holding

A Natura espera, com a aquisição da Avon , acelerar o seu processo de internacionalização e aumentar a sua rentabilidade no médio prazo. A expectativa é de que os ganhos de sinergia esperados, de US$ 150 milhões a US$ 250 milhões, sejam alcançados em até 36 meses após a conclusão da operação, prevista para o início de 2020.

"A operação vai acelerar a internacionalização do grupo e nos deixará com uma carteira de produtos bastante diversificada", disse Roberto de Oliveira Marques, presidente do Conselho de Administração da Natura .

A aquisição foi anunciada na noite dessa quarta-feira (22) e prevê a criação de uma nova empresa, a Natura Holding . Os atuais acionistas da Natura terão 76% dessa nova companhia e os da Avon, 24%. Além disso, os portadores de ações preferenciais série C da empresa norte-americana terão o direito de receber até US$ 530 milhões.

Essa nova empresa passa a ter presença em 100 países e a operação internacional responderá por quase 70% da receita bruta combinada de mais de US$ 10 bilhões. Além de Brasil, México passa a ter um papel relevante nessa composição.

Você viu?

Internacionalização

O processo de internacionalização da Natura começou em 1990, com o início das vendas dos produtos da empresa na América do Sul. A estratégia ganhou força com a aquisição da australiana Aesop, em 2013, e da The Body Shop , em 2017 .

Segundo o diretor-presidente da Natura, João Paulo Ferreira, os ganhos de sinergia se darão principalmente na América Latina e estão concentrados em três áreas: insumos, incluindo gastos com publicidade e confecção de catálogos; manufatura e distribuição, com a unificação de alguns serviços; e a área de tecnologia da informação.

As sinergias de até US$ 250 milhões consideram apenas as despesas e esses ganhos devem ser reinvestidos nas áreas de inovação, marketing e ampliação da aérea digital. Possíveis ganhos do lado das receitas, com consultoras que operam com apenas uma das marcas aceitando trabalhar com produtos da outra, não foram comtemplados nas projeções.

Leia também: Natura lança propaganda com beijo lésbico e internautas pedem boicote

Juntas, Avon e Natura contabilizam 4,15 milhões de consultoras, sendo 2,45 milhões da Avon, 1,2 milhão da Natura e 485 mil que trabalham com as duas marcas. Do ponto de vista de estrutura, a nova empresa pretende trabalhar com quatro unidades de negócios: Avon e Natura na América Latina; Avon e Natura internacional; The Body Shop; e Aesop.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários