Tamanho do texto

Imagens mostram momento em que Taynara Diniz foi levada para uma sala após discussão na casa noturna; Villa Mix diz que ela estava "descontrolada"

Imagens de cameras de segurança
Reprodução/Instagram
Imagens flagraram momento exato em que mulher é agredida por seguranças no Villa Mix de São Paulo


Imagens gravadas por câmeras de segurança registraram o momento em que a empresária Taynara Diniz, de 29 anos, foi agredida por seguranças da casa noturna Villa Mix, em São Paulo.

De acordo com o relato da empresária, publicado na última segunda-feira (6) no Instagram , depois de se envolver em uma discussão com outro cliente da  Villa Mix , ela foi levada pelos seguranças à uma sala reservada no local, onde foi agredida. O caso aconteceu no domingo (5).

Nas imagens das câmeras de segurança do local, a mulher, que estava de vestido curto com mangas longas, aparece sendo levada arrastada pelos  seguranças da casa para a sala. Depois, ela leva tapas e empurrões.

Confira as imagens da  casa norturna abaixo:




Nas redes sociais, Taynara publicou várias fotos dos hematomas que ficaram em seu corpo. "Fui espancada por 5 seguranças, a mais pura covardia e crueldade. Levei socos na cabeça, nos olhos, costas, chutes nas pernas, tive o meu vestido rasgado, além da humilhação que passei", escreveu. 

Mulher com olho roxo
Reprodução/Instagram
Taynara postou fotos de hematomas deixados por seguranças do Villa Mix

A vítima disse, ainda, que quando ameaçou chamar a polícia teve seu celular confiscado pelos seguranças. "Me deixaram lá presa sem qualquer comunicação. Só pararam de me bater quando eu parei de me debater e fingi um desmaio", relembra.

Em nota, a casa noturna diz que os seguranças são de uma empresa "terceirizada e especializada" em eventos em boates. A empresa também diz que Taynara estava "descontrolada" e que, inclusive, "teria agredido física e moralmente os colaboradores".

Leia na íntegra:

"A 'JHLS lanchonete e choperia', licenciada da marca Villa Mix, vem por meio desta nota esclarecer os acontecimentos do último dia 05/05/2019 sobre as acusações de uma jovem, que teria sido vítima dentro da casa “Villa Mix” de São Paulo. Na data referida, a jovem acusadora, conforme ela mesmo admite, teve um desentendimento com outro cliente gerando tumulto capaz de colocar em risco a integridade física dos envolvidos e de terceiros. Nesse momento, a equipe de segurança, composta de colaboradores de empresa terceirizada e especializada em eventos/casas noturnas, foi acionada para resolver a situação. A equipe de colaboradores da empresa de segurança relata que, ao abordarem a jovem acusadora, conforme restou relatado perante a autoridade policial (Boletim de Ocorrência número 4029-2019), a mesma se mostrava descontrolada, em razão da discussão que teve com o outro cliente, inclusive teria agredido física e moralmente os colaboradores. A empresa informa que está acompanhando a apuração dos fatos e colaborará com as autoridades policiais para a responsabilização pelo lamentável acontecimento e determinou à empresa de segurança terceirizada o afastamento imediato dos seguranças envolvidos até que os procedimentos oficiais de apuração sejam concluídos. Por fim, a empresa reitera que repudia qualquer tipo de violência, discriminação, racismo e qualquer tipo de agressão à mulher ou prática oposta à sua finalidade: proporcionar momentos de alegria e descontração."

Após a repercussão do caso, os sertanejos Jorge e Mateus vieram a público nesta quinta-feira (9) para comunicar que estão desassociando a imagem da dupla da boate Villa Mix  até que as investigações dos fatos sejam concluídas. Os cantores afirmaram que a medida foi adotada por serem totalmente contra qualquer tipo de agressão.