Brasil Econômico

agência do banco do brasil
Fotos Públicas - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4 bilhões no primeiro trimestre, o maior valor de sua história

O Banco do Brasil anunciou que seu lucro líquido entre janeiro a março deste ano somou R$ 4 bilhões, alta de 45,7% em relação ao mesmo período de 2018. Em relação ao resultado do quarto e último trimestre do ano passado, a alta foi 5,3% maior. De acordo com o balanço divulgado nesta quinta-feira (9), "foi o maior resultado nominal em um trimestre na história do BB".

Leia também: Banco Central mantém Selic em 6,5% ao ano, o menor nível da história

O lucro líquido ajustado, que exclui efeitos extraordinários, subiu 40,3% na relação anual, atingindo R$ 4,247 bilhões. O  Banco do Brasil atribui o desempenho no trimestre ao aumento da margem financeira, à redução das despesas de provisão de crédito (quando o banco faz uma reserva para eventuais perdas com calotes), ao aumento das receitas com tarifas e ao controle de custos.

A despesa com provisão foi de R$ 3,126 bilhões nos três primeiros meses deste ano, valor 26,3% menor que em relação ao mesmo período do ano passado. Esse recuo acompanhou a melhora da qualidade da carteira de crédito da empresa. A carteira de empréstimos do BB fechou o trimestre em R$ 684,2 bilhões, alta trimestral de 0,8%.

Leia também: Com Frota e Gleisi, comissão especial da Previdência tem lista definida

O Banco do Brasil anunciou também a distribuição de R$ 1,6 bilhão aos acionistas em forma de Juros Sobre o Capital Próprio (JCP) no trimestre, o que representa um crescimento de 93,2% na relação com o primeiro trimestre de 2018.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários