Brasil Econômico

Botijão de gás
Pedro Ventura/Agência Brasília
Botijão de gás vai subir 3,4%, maior valor desde setembro de 2017



A Petrobras vai reajustar o preço do botijão de gás de 13 quilos (o GLP residencial)  a partir do próximo domingo (5). O valor nas distribuidoras vai passar dos atuais R$ 25,33 para R$ 26,20, um aumento  de 3,43%.

Leia também: Com novo aumento, preço da gasolina nas refinarias já subiu 31% neste ano

Esse é o maior valor desde o fim de setembro de 2017, quando o botijão era comercializado pela Petrobras a R$ 18,98. Desde esse período, o GLP residencial acumula avanço de 38%.

Segundo a estatal, o gás de cozinha tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%. Os reajustes passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018. Além das cotações desses produtos, o cálculo também sofre a influência do câmbio nos doze meses anteriores ao reajuste trimestral. 

De acordo com o Sindigás, o reajuste no valor do botijão , dependendo do ponto de venda, vai oscilar entre 3,3% e 3,6%. 

Na última quarta-feira (1), o presidente Jair Bolsonaro (PSL)  disse que a crise na Venezuela pode afetar preço do combustível no Brasil .  "Temos que nos preparar, dada a política da Petrobras , de não intervencionismo nesta parte. Mas poderemos ter um problema sério dentro do Brasil como efeito colateral do que acontece na Venezuela . A política de reajuste adotada no momento é essa, e vamos conversar sobre eventuais problemas que venham a afetar de forma grave o Brasil", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários