Tamanho do texto

Novidade será lançada apenas no Japão e deve ser composta por um destilado local chamado shōchū, água com gás e aroma de limão; veja

Brasil Econômico

Coca-Cola está lutando contra a queda de vendas em âmbito global
shutterstock
Coca-Cola está lutando contra a queda de vendas em âmbito global

Pela primeira vez em 125 anos, a Coca-Cola irá produzir uma bebida alcoólica . Até o momento, o que se sabe é que a bebida  " Chu-Hi"  será  fabricada apenas no Japão, sendo composta por um destilado local chamado shōchū, água com gás e aroma de limão.

Leia também: Pizza Hut lança tênis inteligente que pausa filme e pede pizza com um "click"

E como será essa novidade? Segundo a  Coca-Cola já anunciou, a bebida terá de 3% a 8% de álcool na composição. Mas, se por um lado a empresa adiantou esse detalhe, por outro, ela não quis comentar sobre a possível data de lançamento, deixando a curiosidade 'no ar'.

De acordo com Jorge Garduno, presidente da empresa no Japão, os fatores que impulsionaram a ideia foi a dinamicidade do mercado japonês, que é ferozmente competitivo e focado na inovação. “Nossa equipe está constantemente buscando maneiras de experimentar – tanto do ponto de vista do produto quanto para encontrar novas maneiras de fazer negócios com nossos clientes”, pontua.

Garduno também acredita que a iniciativa somente faz sentido no mercado japonês, pois não acredita na possibilidade de outros países receberem o "Chu-Hi" da Coca-Cola. “Enquanto muitos mercados estão se tornando mais parecidos com o Japão, acho que a cultura aqui ainda é muito única, e muitos produtos que nasceram aqui ficarão aqui”, disse.

Leia também: McDonald's dará anel em formato de Big Mac para celebrar o Dia dos Namorados

Nova fase

O projeto japonês marca uma nova fase da empresa, que está há mais de 125 anos no mercado. Garduno mesmo disse que a Coca está à procura de novas formas de alcançar e agradar seus consumidores, apresentando novos produtos.

Também vale lembrar que a Coca-Cola está lutando contra a queda de vendas em âmbito global. Afinal, as pessoas se mostram cada vez mais preocupadas com a saúde, evitando tomar refrigerantes. Com isso, a marca precisou diversificar seus produtos e acabou adquirindo marcas de água e chá, por exemplo.

Leia também: Empresa é condenada em R$ 100 mil por permitir assédio moral de supervisora

*Com informações da Agência Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.