Tamanho do texto

Programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores e se divide em 4 etapas; conheça todas

Dinheiro e uma boa ideia não bastam para determinar o sucesso de um negócio. É o que diz o coach especialista em finanças e presidente da Núcleo Expansão Alexandre Prado. Segundo ele, uma das palavras-chaves para um empreendimento bem-sucedido é a capacitação do empreendedor.

“Ninguém sabe tudo. Para empreender, ainda mais em uma pequena empresa, é preciso buscar conhecimento. O empreendedor não consegue ser especialista em todas as áreas: controle de estoque, fluxo de caixa, gestão de pessoas, etc”, explica.

Capacitação permite que microempreendedor amplie negócio e lucre mais

Além de inovação e investimento: capacitação é palavra-chave para pequeno empreendedor
Divulgação/Sebrae-SP
Além de inovação e investimento: capacitação é palavra-chave para pequeno empreendedor

Segundo ele, ao se tratar de um pequeno negócio, é preciso lembrar que o empreendedor acaba sendo o ‘“ponto focal” da empresa. “Ele não consegue diluir grandes responsabilidades”, diz.

Além de buscar conhecimento nas áreas técnicas, Prado explica que a parte comportamental é de extrema importância. “Não adianta só ter conhecimento técnico, de como preparar o plano de negócios ou gerir o fluxo de caixa se não souber lidar com pessoas, atender bem o cliente. São questões comportamentais e emocionais que o pequeno empreendedor deve ter em consideração.”

Para a coach e professora da FGV Cristina Goldschmidt, o empreendedor precisa buscar capacitação naquilo que o auxilia de aspecto pragmático. “Coisas como elaborar um plano de negócios, ter uma formação na área financeira, tributária, fiscal, ou em legislação na parte que impacta seu negócio, etc. E, depois, se qualificar para áreas que sao críticas e requerem mais tempo, como gestão de pessoas.”

Os cursos gratuitos, segundo ela, são uma boa opção. “O Sebrae, por exemplo, é uma instituição que foi criada com a finalidade de fomentar o empreendedorismo e é um caminho.”

De casa para uma rotisserie: empreendedor argentino fatura com culinária típica

No Sebrae, microempreendedores individuais (MEIs), podem participar do Super MEI, programa que oferece formalização e capacitação para empreendedores, com cursos de gestão e formação técnica gratuitos, além de acesso ao mercado.

Super MEI

O programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores e se divide em quatro etapas: formalização para quem ainda não está regularizado; cursos de gestão, envolvendo controle financeiro e vendas; formação técnica em instituições técnicas parceiras; e acesso ao mercado por meio de um aplicativo e um portal onde o empreendedor poderá oferecer seus produtos e serviços.

programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores
Divulgação/Sebrae-SP
programa Super MEI, do Sebrae-SP, tem pilares na formalização e capacitação dos empreendedores

O programa prevê 223 cursos, preferencialmente ministrados no período noturno, em 18 diferentes segmentos (como beleza, alimentação, construção civil etc), oferecidos pelas unidades do Centro Paula Souza, órgão do governo estadual responsável pelas Fatecs e Etecs, pelo Senac e Senai.

As inscrições do empreendedor no Super MEI poderão ser realizadas pelo site supermei.sebraesp.com.br , pela Central de Atendimento 0800 570 0800 e nos Escritórios Regionais do Sebrae-SP.