Tamanho do texto

O sucesso dos empreendedores depende muito mais do planejamento e da execução de nossas ideias do que do cenário econômico

Olá, gravateiras e gravateiros! Ufa! Sobrevivemos à eleição e, agora, chegou a hora de pararmos de dar desculpas e, finalmente, tirarmos da gaveta o nosso negócio. O sucesso dos empreendedores depende muito mais do planejamento e da execução de nossas ideias do que do cenário econômico. É claro que Brasília pode atrapalhar o ambiente de negócios, mas o êxito ou o fracasso de nossas empresas depende principalmente de nossas decisões. 

Leia também: Quer entrar no mundo dos negócios? Veja os sete livros do gênero mais vendidos

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, reiterou no seu discurso de posse que a prioridade é incentivar o empreendedorismo: “Mais Brasil, Menos Brasília”. O caminho está correto. Cabe ao governo desburocratizar a economia, facilitar a abertura de empresas, simplificar o pagamento de impostos e criar as condições para que os juros sejam menores na ponta. A partir daí, a bola está com os empreendedores, que podem investir em seu próprio negócio .

Se o novo governo não fizer bobagens na economia, o Brasil tem tudo para crescer com mais força nos próximos anos. Os analistas do mercado financeiro projetam expansão média de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) no triênio 2019-2021. A estimativa está no Boletim Focus, que é elaborado semanalmente pelo Banco Central a partir de pesquisa com cerca de 100 instituições financeiras. Parece pouco, mas um crescimento constante de 2,5% seria alentador para um País que encolheu 7% no biênio 2015-2016, e que registra 13 milhões de desempregados.

Leia também: Empresária supera infância pobre e fatura R$ 90 milhões com Spa das Sobrancelhas

Esse clima econômico mais favorável deve elevar a confiança de empresários e consumidores, favorecendo um ambiente empreendedor. Recentemente, eu participei da Feira do Empreendedor do Sebrae, em Olinda (PE), junto com a minha amiga Mara Luquet, fundadora do Canal MyNews, no YouTube. Durante três dias, eu pude ver o brilho nos olhos de centenas de pessoas que desejam empreender. Em muitos casos, há ideias excelentes, realmente inovadoras. Falta “apenas” o capital para investir, um problema enorme num País que sofre com as maiores taxas de juros do mundo.

Leia também: Você compraria ações da Apple após os últimos lançamentos?

Eu prometo, em breve, escrever um artigo sobre os primeiros passos para desengavetarmos o nosso negócio . A hora de investir é agora! Quem esperar a economia aquecer, pode chegar atrasado no mercado. Assista, a seguir, cinco lições que eu aprendi na Feira do Empreendedor, onde conversei com feras como Caito Maia, da Chilli Beans, e Robinson Shiba, do China in Box.


    Leia tudo sobre: Empreendedorismo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.