Tamanho do texto

Bettina diz que em três anos transformou R$ 1.520 em R$ 1,042 milhão; publicidade circula nas redes sociais, e desperta um desejo quase irreal

Se você ainda não viu nas suas redes sociais ou no Youtube o caso da Bettina, da Empiricus, calma. Vai conhecê-la. De todo modo, vou antecipar do que se trata. Ela é uma moça, que alega ter 22 anos, e que teria transformado R$ 1.520 em R$ 1,042 milhão em três anos. Bettina Rudoplh existe. Ela não é um meme. Mas o que ela diz, talvez.

Aliás, o que era para ser um anúncio de uma empresa se tornou quase que uma aversão à figura da moça e do que ela promete. A peça publicitária trouxe à tona uma discussão sobre realidade versus promessa versus mentiras. E por que isso? 

Eu explico: Desconfie de quem prometer rentabilidade.  O mercado vive de risco então, ninguém, absolutamente ninguém pode garantir nenhuma rentabilidade sobre qualquer investimento.

O profissional de mercado, como eu e tantos outros colegas, ajuda você a se conhecer financeiramente. Ajuda a identificar suas vontades, seus objetivos e a traçar suas metas, galgar seu objetivo. Através desta modelagem, esse profissional é capaz de mostrar, apresentar e deixar as claras todas as opções existentes. E sim, existem várias, mas cada qual com seu diferencial.

Bettina Rudolph diz que tem R$ 1 milhão com 22 anos
DIVULGAÇÃO INTERNET
Bettina Rudolph diz que tem R$ 1 milhão com 22 anos

Assim, portanto, esse profissional oferece a você o suporte para tomar decisões com praticamente zero possibilidade de equivoco, erro, desvio. Essas decisões, aliás, precisam ser monitoradas e corrigidas ao longo da vida. Veja que, quando a rentabilidade é "garantida", porque você precisa tomar decisão? Não faz sentido, não?

Cuidado com as promessas. Enriquecimento precoce não existe. A não ser que você seja de uma família rica, aonde seu salário nunca será utilizado para pagar uma conta.

"Olá, sou a Bettina, tenho 22 anos e 1 milhão na conta....". Apenas faça a conta e verifique você mesmo essa viabilidade.

Se conseguir, deixe aqui um comentário explicando. Se não, idem. Precisamos compartilhar essas informações, sejá lá qual a possibilidade da mesma. #vemcomigo

Leia também:

Como fugir das armadilhas dos juros altos? Confira algumas dicas

    Leia tudo sobre: youtube