Telemarketing abusivo provocou a suspensão de 180 empresas pela Senacon
shutterstock
Telemarketing abusivo provocou a suspensão de 180 empresas pela Senacon

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadores de Mesas Telefônicas (Fenattel) criticaram a decisão do governo federal de suspender empresas de telemarketing por abuso em ligações. Segundo os sindicatos, a medida deverá afetar os empregos gerados na área.

Na segunda-feira (18), a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) anunciou a suspensão de 180 empresas por telemarketing abusivo. A Senacon lembrou de um caso em que a vítima teria recebido mais de três mil ligações.

Para a UGT, a suspensão pode prejudicar mais de 400 mil trabalhadores, sendo a maioria mulheres e jovens no primeiro emprego.

“Essa medida traz enorme preocupação, já que a conjuntura do desemprego, que assola mais de 11 milhões de brasileiros, sem mencionar as 125,2 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar, 26 milhões de trabalhadoras e trabalhadores subutilizados, o aumento da informalidade e a queda da renda real”, diz a nota.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O sindicato ainda sugeriu a regulamentação da carreira para dar segurança aos trabalhadores e criticou o uso de robôs para realizar as ligações. A nota ainda pede a criação de regras para evitar o telemarketing abusivo.

“Não é a simples proibição dessa atividade que trará solução ao problema. Necessitamos de um maior debate, que envolva o poder público, as empresas, a sociedade e, logicamente, os trabalhadores”, completou o sindicato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários