Bolsonaro não justificou a recusa de participar do encontro do Mercosul
Iano Andrade / CNI
Bolsonaro não justificou a recusa de participar do encontro do Mercosul

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (14) que não irá à cúpula do Mercosul, marcada para ocorrer na semana que vem, no Paraguai. Bolsonaro disse que tomou a decisão apesar do "apelo" do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, mas não explicou o motivo da desistência.

"Já falei que não vou mais. Na política você pode voltar atrás em algumas coisas. Mas a minha decisão até o momento é não ir ao Mercosul. Apesar do apelo do Marito. Gosto muito do Marito, presidente do Paragua", disse o presidente, em entrevista à CNN Brasil, durante viagem ao Maranhão.

O encontro do bloco comercial ocorrerá entre os dias 20 e 21 de julho. Na terça-feira, o Ministério da Relações Exteriores havia divulgado orientações para a cobertura de imprensa do evento.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O Palácio do Planalto e o Itamaraty foram procurados nesta quinta para explicar o motivo da desistência e se haverá um substituto, mas não responderam.

Devido à viagem de Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão havia programado uma viagem para Nova York para o mesmo período. Como Mourão será candidato nas eleições, ele não pode assumir a Presidência, mesmo que interinamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários