Em ano eleitoral, governo de SP decide segurar reajuste de pedágios
Reprodução
Em ano eleitoral, governo de SP decide segurar reajuste de pedágios

A Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (30) que não vai reajustar as tarifas de pedágios neste ano. As mudanças nos valores estavam previstas para acontecer nesta sexta (1º).

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Segundo a pasta, os reajustes seriam de 10,72% para os contratos indexados ao IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) e de 11,73% para os atrelados ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) a fim de recompor perdas inflacionárias ocorridas nos últimos 12 meses (de junho de 2021 a maio de 2022).

"A decisão acontece por causa da atual conjuntura econômica e do custo Brasil, com a alta desenfreada dos preços, em especial, de combustíveis", afirmou a secretaria em nota.

A Secretaria de Logística e Transportes também disse estar trabalhando junto à Artesp para "criar uma nova política estadual para as rodovias concessionadas paulistas para buscar soluções que, por um lado, não prejudiquem a população e os setores que dependem do transporte pelas rodovias, e, por outro, não inviabilize os contratos assinados com as concessionárias".

O reajuste anual das tarifas de pedágio se refere às estradas administradas pelas 18 concessionárias pertencentes ao Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, das quais 17 teriam os valores das tarifas atualizados neste dia 1º de julho e uma no dia 6 de julho.

Veja reajustes que foram evitados

  • Anhanguera (SP-330 – praça de Perus): valor atual - R$ 10,60 / com reajuste – R$ 11,80
  • Anhanguera (SP-330 – praça de Valinhos): valor atual  - R$ 10,50 / com reajuste – R$ 11,70
  • Bandeirantes (SP-348 – praça Caieiras): valor atual - R$ 10,60 / com reajuste – R$ 11,80
  • Bandeirantes (SP-348- praça Sumaré): valor atual - R$ 9,30 / com reajuste R$ – 10,40
  • Anchieta (SP-150 – praça Riacho Grande): valor atual - R$ 30,20 / com reajuste – R$ 33,80
  • Imigrantes (SP-160 – praça Piratininga): valor atual - R$ 30,20 / com reajuste – R$ 33,80
  • Castello Branco (SP-280 – praça Osasco): valor atual - R$ 4,90 / com reajuste – R$ R$ 5,40
  • Castello Branco (SP-280 – praça Barueri): valor atual - R$ 4,90 / com reajuste – R$ 5,40
  • Ayrton Senna (SP-070 – Itaquaquecetuba): valor atual - R$ 4,20 / com reajuste – R$ 4,70
  • Ayrton Senna (SP-070 – S.José dos Campos): valor atual - R$ 4,00 / com reajuste – R$ 4,40
  • Rodoanel Oeste (todas as praças): valor atual - R$ 2,50 / com reajuste – R$ 2,80
  • Rodoanel Sul (todas as praças): valor atual - R$ 3,90 / com reajuste R$ 4,30
  • Rodoanel Leste (todas as praças): valor atual - R$ 2,90 / com reajuste R$ 3,30
  • Rodovia dos Tamoios (SP-099 praça Jambeiro): valor atual - R$ 4,40 / com reajuste R$ 4,90
  • Rodovia dos Tamoios (SP-099 praça Paraibuna): valor atual - R$ 8,50 / com reajuste R$ 9,40

A decisão também acontece faltando pouco mais de três meses para as eleições 2022, que irão definir presidente da República e governadores. O atual governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), é pré-candidato ao cargo.

Nesta segunda, o governo de São Paulo anunciou  redução das alíquotas de ICMS sobre a gasolina, de 25% para 18%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários