Putin, presidente da Rússia, e Bide, presidente dos Estados Unidos
Wikimedia Commons / Gage Skidmore
Putin, presidente da Rússia, e Bide, presidente dos Estados Unidos

O governo da Rússia anunciou nesta terça-feira (28) mais um pacote de sanções contra 25 norte-americanos, incluindo Jill e Ashley Biden, esposa e filha do presidente norte-americano, Joe Biden, respectivamente.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, em nota repercutida pela agência estatal de notícias Tass, todos foram punidos por sua "linha russofóbica".

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

"A Rússia adicionou 25 norte-americanos na lista como resposta à expansão das sanções dos EUA contra políticos e figuras públicas russos, entre eles, senadores responsáveis por desenvolvimento de políticas russofóbicas, como membros do chamado grupo McFall-Yermak, que vem dando recomendações em restrições contra a Rússia, incluindo membros da família do presidente Joe Biden", diz o documento.

Rússia e EUA vêm trocando sanções desde o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro deste ano, e centenas de pessoas já foram afetadas pelas punições que, em sua maioria, vetam a entrada nos territórios nacionais ou congelam ativos existentes em ambas as nações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários