Rússia entra em default pela primeira vez desde 1918
Ivonete Dainese
Rússia entra em default pela primeira vez desde 1918

 A  Rússia não pagou os juros de títulos de dívida pública em moeda estrangeira nesta segunda-feira (27) e entrou em default pela primeira vez desde 1918.

O calote se refere a US$ 100 milhões em obrigações que estão bloqueadas por conta das  sanções impostas pelo Ocidente contra o regime de Vladimir Putin.

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Com isso, o default deve ter efeito meramente simbólico, uma vez que a Rússia já está marginalizada no sistema econômico global por conta da guerra na Ucrânia.

Além disso, a ausência de pagamento não se deve à falta de dinheiro, mas sim ao fechamento dos canais de transferência por parte dos credores.

Moscou passou perto de um default em outras ocasiões nos últimos meses, mas havia conseguido administrar a situação modificando métodos de pagamento.

Em maio, no entanto, o Tesouro dos Estados Unidos não renovou a licença que isentava investidores americanos com títulos russos das sanções econômicas.

A Rússia, por sua vez, afirmou que os recursos para o pagamento dos ativos foram transferidos em 20 de maio e que as acusações de default são "ilegítimas".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários