Starbucks vai encerrar operações na Rússia
Luciano Rodrigues
Starbucks vai encerrar operações na Rússia

Após o McDonald's  vender suas operações na Rússia , o Starbucks informou nesta segunda-feira (23) que encerrará seus negócios no país, motivado também pela invasão da Ucrânia . A gigante global de cafés operava há 15 anos na Rússia e, desde 8 de março, suspendeu a licença por conta da guerra. 

O Starbucks tem 130 lojas na Rússia e quase 2 mil funcionários, que devem continuar a ser pagos por seis meses e receberão ajuda para encontrar novos empregos fora da rede, como informou a empresa. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O impacto financeiro da venda de ativos não foi informado. A empresa incluiu a Rússia entre os países que visava crescimento há cerca de uma década, embora o número de lojas no país tenha diminuído desde o início da pandemia.

“Uma coisa de que estamos muito orgulhosos é que continuamos a pagar nossos parceiros na Rússia”, disse o presidente-executivo Howard Schultz ao jornal The Wall Street Journal, referindo-se aos funcionários da empresa.

Multinacionais ocidentais estão sofrendo pressão dos clientes para boicotarem a Rússia após a invasão. Além disso, as sanções econômicas impostas ao país do leste dificulta a operação de empresas americanas. 

A montadora francesa Renault também decidiu ceder sua participação de 68% na maior montadora da Rússia, AvtoVAZ, para uma entidade estatal. A petrolífera Shell PLC também está entre os negócios que encerrarão suas atividades no país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários