Guerra levou à perda de 5 milhões de empregos na Ucrânia
Reprodução: twitter - 09/05/2022
Guerra levou à perda de 5 milhões de empregos na Ucrânia

Cerca de 4,8 milhões de empregos foram perdidos na Ucrânia desde o início da invasão russa em fevereiro, segundo informou nesta quarta-feira (11) a Organização Internacional do Trabalho (OIT). As perdas representam 30% da força de trabalho do país antes da guerra e podem subir para 7 milhões se o conflito persistir. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

A OIT acredita que 3,4 milhões de vagas poderiam ser recuperadas rapidamente no caso de um cessar-fogo.

As forças russas esmagaram as cidades ucranianas, matando milhares de pessoas e  forçando mais de 5 milhões a fugir de suas casas. Isso poderia fazer com que a economia da Ucrânia contraísse em pelo menos um terço em 2022, segundo o banco central do país.

"As perturbações econômicas, combinadas com o deslocamento interno pesado e os fluxos de refugiados, estão causando perdas em larga escala em termos de emprego e renda", afirma o levantamento da OIT.

A maior parte dos refugiados foi para países vizinhos, como Polônia e Romênia. Estima-se que pelo menos 1,2 milhão deles trabalhavam antes da invasão.

Segundo o estudo, o conflito poderá aumentar a pressão sobre os mercados de trabalho e sistemas de bem-estar nesses países, aumentando o desemprego.

"Como um exercício hipotético, adicionar esses refugiados ao número de desempregados aumentaria a taxa de desemprego na Polônia de 3% para 5,3%".

A guerra também tem elevado o preço dos alimentos no mercado global, uma vez que a Rússia e a Ucrânia são grandes produtoras.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários