Ministro da Economia, Paulo Guedes
O Antagonista
Ministro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (22) que apoia a ideia de dar reajuste salarial para o funcionalismo, desde que seja linear para todas as categorias e não para um grupo específico, como defendia o presidente Jair Bolsonaro. 

A ideia do Planalto era privilegiar as categorias de segurança pública, como policiais federais, mas Guedes alertou que a proposta esbarra na lei eleitoral.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

"Seria melhor para o presidente, que atenderia a uma vontade, mais barato, mas não é eleitoralmente factível. Acaba tendo que ser linear para todo mundo, o que é bem mais caro", afirma Guedes.

De acordo com Guedes, o reajuste dos policiais federais custaria R$ 1,7 bilhão, enquanto o linear deve ficar na casa dos R$ 5,5 bilhões. 

A Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) informou nesta quinta-feira (21) que aprovou em assembleia o início de uma operação-padrão para pressionar o governo a atender as demandas da categoria. A corporação acusa Bolsonaro de usar a PF como  "ferramenta publicitária e de marketing político".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários