Redação 1Bilhão
"Pacote eleitoral" de Bolsonaro custará caro em 2023; entenda

As medidas de incentivo econômico e benesses do governo a algumas categorias próximas do presidente Jair Bolsonaro têm o potencial de virar uma bomba fiscal em 2023, segundo especialistas.

Ações como corte de impostos, correção salarial de servidores e benefícios tributários dos últimos meses se baseiam em aumento estrutural da arrecadação, segundo fontes oficiais, porém essa tese não é consenso entre economistas.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Uma grande fonte de gasto será um novo reajuste a servidores. O projeto de lei que dá as bases para o Orçamento de 2023 apresenta a previsão de reajuste e de reestruturação de carreiras de funcionários públicos no próximo ano.

O documento prevê um espaço de R$ 11,7 bilhões para os reajustes. Os percentuais de aumento não foram definidos e depende da tramitação do Orçamento em si. Para este ano, o aumento será de 5%.

Muitos veem armadilhas para o próximo governo e avaliam que será necessário até rever o teto de gastos, âncora que estabelece que os gastos públicos só podem crescer até o limite da inflação do ano anterior.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários