Petrobras vai doar botijão e vale-gás em abril
Reprodução: iG Minas Gerais
Petrobras vai doar botijão e vale-gás em abril

A Petrobras inicia neste mês a segunda etapa do programa de distribuição de botijões e auxílio para compra de gás de cozinha a famílias em situação de vulnerabilidade social. A ação é destinada a quem vive no entorno das unidades operacionais da empresa ou que participam de projetos sociais apoiados pela estatal.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Segundo a companhia, R$ 115,5 milhões serão destinados à iniciativa, com a previsão de beneficiar 100 mil famílias diretamente em dezesseis estados do país. O projeto começou entre o fim de 2021 e o início deste ano. Para a segunda fase, 56 instituições sem fins lucrativos que desenvolvem projetos socioambientais e de condicionantes ambientais vão atuar como ponte entre a Petrobras e as famílias em situação de vulnerabilidade.

A empresa não divulga a lista de instituições parceiras. No estado do Rio, são 25 projetos conveniados, em locais como a cidade do Rio, São Gonçalo, Niterói, Magé, e o entorno da Refinaria de Duque de Caxias (Reduc) e da Bacia de Campos, nos municípios de Macaé, Campos e Quissamã, entre outras. Pelos cálculos da Petrobras, aproximadamente 30 mil famílias fluminenses serão beneficiadas diretamente.

Além do Rio, também haverá distribuição de gás e vale-gás no Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Leia Também

Como participar?

Segundo a Petrobras, as famílias são selecionadas com o apoio das instituições parceiras. Essas organizações identificam moradores da região que atuam que se encaixam no perfil da ação, fazem o contato e a distribuição dos botijões ou do vale-gás.

O benefício pode ser recebido por até quatro meses, e famílias que já tiveram acesso ao auxílio na primeira fase podem voltar a receber. Elas são acompanhadas pelas organizações e se deixam de precisar da ajuda, quando alguém consegue um emprego, por exemplo, o benefício é direcionado para outra família.

Além da distribuição direto às famílias, cozinhas comunitárias que distribuem refeições para pessoas em situação de insegurança alimentar e população em situação de rua também são beneficiadas. No Rio, a previsão é de que cerca de 600 mil quentinhas sejam distribuídas pelas cozinhas beneficiadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários