Guedes se diz não informado sobre Adriano Pires
Sophia Bernardes
Guedes se diz não informado sobre Adriano Pires

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse estar "desinformado" sobre a desistência de Adriano Pires para assumir a presidência da Petrobras. A declaração foi dada nesta segunda-feira (4), em conversa rápida com jornalistas no Rio de Janeiro.

Pires teria avisado aliados que teria desistido de assumir a estatal. Segundo o economista, a desistência foi causada pelo conflito de interesses.

"Estou sem luz", afirmou Guedes ao ser questionado sobre a situação da estatal.

Para poder aumentar o controle sobre os reajustes nos combustíveis, o presidente Jair Bolsonaro (PL) indicou Adriano Pires para o lugar de Joaquim Silva e Luna no comando da empresa. A demissão de Silva e Luna se tornou eminente após críticas de Bolsonaro ao forte reajuste nos combustíveis em março, devido ao aumento no preço do barril de petróleo no mercado internacional e a pressão do dólar.

Leia Também

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Pires, no entanto, é favorável o reajuste nos preços para acompanhar a volatilidade internacional. Desde 2016, a Petrobras adotou as alterações de preços conforme o reajuste no preço do barril de petróleo.

Para aceitar a indicação, Adriano Pires pediu a privatização da Petrobras. A ideia foi chancelada por Bolsonaro, o que fez as ações da petroleira subirem na semana passada.

Entretanto, as dificuldades impostas pela lei das privatizações e o fato de Bolsonaro não ter tempo hábil para privatizar a Petrobras ainda neste ano, tem afastado Pires de assumir a presidência da empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários