Auxílio Brasil é o programa de renda básica do governo federal, que substitui o Bolsa Família
Divulgação/Ministério da Cidadania
Auxílio Brasil é o programa de renda básica do governo federal, que substitui o Bolsa Família

O Auxílio Brasil já atinge 23% da população brasileira, mas o valor de R$ 400 não atende as demandas necessárias dos beneficiários. É o que aponta dados do Datafolha divulgados nesta terça-feira (29).

Segundo a pesquisa, a concentração maior de beneficiários está entre os que recebem até dois salários mínimos. Quem tem entre 2 e 5 salários contabiliza 10% dos beneficiários.

O Datafolha também verificou que 3% dos que recebem o benefício possui renda familiares entre 5 e 10 salários mínimos, contrariando as regras do programa.

O Nordeste se destaca no levantamento, com 37% dos entrevistados morando na região. No quesito emprego, a maioria dos entrevistados está desempregada (41%), enquanto 33% trabalham sem carteira assinada e 29% são autônomos.

Leia Também

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

A pesquisa ainda ouviu dos entrevistados sobre a suficiência do valor depositado pelo governo federal. Para 68%, os R$ 400 são insuficientes para fechar as contas do mês. Já 29% consideram o valor suficiente.

A insatisfação fica maior entre desempregados (72%), autônomos (71%) e donas de casa (74%). Entre os desempregados que não estão a procura de trabalho, a insatisfação atinge 84%.

O Datafolha ouviu 2.556 pessoas, de 181 municípios, entre os dias 22 e 23 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários