A liberação ocorrerá de forma escalonada, e o dinheiro ficará disponível para saque até 29 de dezembro
shutterstock
A liberação ocorrerá de forma escalonada, e o dinheiro ficará disponível para saque até 29 de dezembro

Os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em setembro, com direito o saque do abono salarial do PIS, podem retirar o benefício no valor de um salário mínimo (R$ 1.212) a partir desta terça-feira (22). O pagamento é feito pela Caixa Econômica Federal.

Também nesta terça, o Banco do Brasil (BB) libera o pagamento do Pasep para os servidores e os empregados de empresas públicas com número de inscrição no programa terminado em 8.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

O calendário deste ano — relativo ao ano-base de 2020 — é mais sucinto do que os de anos anteriores, que costumavam começar em julho de um determinado ano e se estender até junho do ano seguinte. Por conta da necessidade de guardar recursos para pagar o auxílio emergencial em 2021, o governo federal adiou para 2022 todo o cronograma de liberação do abono.

Veja o calendário

PIS

A liberação ocorrerá de forma escalonada, e o dinheiro ficará disponível para saque até 29 de dezembro.

Mês de nascimento x Data de pagamento

  • Janeiro - 08/02/2022
  • Fevereiro -10/02/2022
  • Março - 15/02/2022
  • Abril - 17/02/2022
  • Maio - 22/02/2022
  • Junho - 24/02/2022
  • Julho - 15/03/2022
  • Agosto - 17/03/2022
  • Setembro - 22/03/2022
  • Outubro - 24/03/2022
  • Novembro - 29/03/2022
  • Dezembro - 31/03/2022

Pasep

O saque vai depender do número de inscrição do servidor público. O prazo para retirada também será 29 de dezembro.

Número de inscrição x Data de pagamento

  • 0 e 1 - 15 de fevereiro
  • 2 e 3 - 17 de fevereiro
  • 4 - 22 de fevereiro
  • 5 - 24 de fevereiro
  • 6 - 15 de março
  • 7 - 17 de março
  • 8 - 22 de março
  • 9 - 24 de março

Quem tem direito

Têm direito aqueles que trabalharam com registro formal por pelo menos 30 dias neste ano, recebendo, em média, até dois salários mínimos nacionais. Também é preciso estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos. Ainda é necessário que o empregador tenha informado os dados do trabalhador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Quem não recebe o abono

  • Empregados domésticos
  • Trabalhadores rurais empregados por pessoa física
  • Trabalhadores urbanos empregados por pessoa física
  • Trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica

Como consultar se vai receber

Para saber se tem algo a receber, é preciso acessar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital. O download é gratuito nas lojas virtuais App Store e Play Store, ou no portal gov.br, por meio do endereço eletrônico. Para obter o documento digital, o trabalhador vai precisar do número do CPF e deverá criar uma conta autenticada no portal gov.br. Após o login, o trabalhador deverá consultar a opção "Benefícios", no menu inferior, e depois selecionar "Abono salarial". Outra opção é ligar para o telefone 158.

Leia Também

O número da Caixa para saber do PIS é 0800-726-0207.

O trabalhador ainda pode ligar para a central de atendimento do Banco do Brasil 4004-0001 ou 0800-729-0001. Outra forma de consultar o Pasep é pela internet, no site do Banco do Brasil. Para descobrir se você está na lista dos beneficiários, basta preencher o número de inscrição do Pasep ou o CPF e a data de nascimento.

Valor a receber

Com o aumento do salário mínimo em 1º de janeiro deste ano, o valor do abono salarial passou a variar de R$ 101 a R$ 1.212, de acordo com a quantidade de meses trabalhados. Só receberá o valor máximo quem trabalhou os 12 meses de 2020. Os demais recebem proporcionalmente ao período trabalhado.

Como sacar?

Trabalhadores com conta-corrente ou caderneta poupança na Caixa ou no Banco do Brasil recebem o crédito diretamente em conta. Os demais podem procurar os bancos para o saque, levando um documento de identificação oficial com foto e o número do PIS/Pasep. Esse número pode ser checado no site do Meu INSS, pelo Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), no aplicativo do FGTS e no aplicativo Caixa Trabalhador.

Quem tem poupança social digital da Caixa pode movimentar o valor pelo aplicativo Caixa Tem.

Também é possível sacar usando o Cartão do Cidadão com a senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e postos Caixa Aqui, de acordo com o calendário de pagamento.

O que fazer se não conseguir realizar o saque?

Dúvidas sobre o processamento das informações sociais do trabalhador nos sistemas Relação Anual de Informações Sociais (Rais), eSocial (sistema do governo) ou sobre a identificação, concessão, valor do benefício e calendário de pagamentos devem ser verificadas nos canais de atendimento do Ministério do Trabalho:

  • Aplicativo Carteira de Trabalho Digital
  • Portal www.gov.br
  • Telefone 158


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários