Reprodução Twitter
"Economia voltou em V", diz Guedes

O Ministério da Economia estima que o PIB (Produto Interno Bruto) de 2022 cresça 1,6%. A informação é do colunista do Globo, Lauro Jardim. 

O mercado financeiro, no entanto, prevê crescimento três vezes menor, de apenas 0,49%, afetado pelo impacto da guerra entre Rússia e Ucrânia, como divulgou nesta segunda-feira o Boletim Focus. 

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

De acordo com o boletim, documento do Banco Central (BC) que reúne as expectativas de mercado, a taxa básica de juros deve subir para 12,75% até o final do ano. Na semana passada, a previsão era de 12,25% ao ano.

Leia Também

Com uma inflação mais alta, a tendência é que os juros precisem subir mais. A meta do IPCA para esse ano é de 3,5%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual  (p.p) para cima ou para baixo.

As revisões não afetaram só as expectativas para este ano. Para 2023, o mercado passou a prever inflação de 3,7%, acima dos 3,51% da semana passada. Já a Selic também subiu 0,5 p.p, de 8,25% para 8,75% ao ano.

Para 2024, o mercado também ajustou sua projeção de inflação de 3,10% para 3,15% e de Selic de 7,38% para 7,5%.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários