Putin revida e bane exportação de commodities até fim do ano
Felipe Moreno
Putin revida e bane exportação de commodities até fim do ano

 A Rússia anunciou nesta quinta-feira (10) a proibição de exportação de uma série de produtos e equipamentos de origem estrangeira, como retaliação às sanções ocidentais impostas ao país por conta da invasão na Ucrânia.

A medida engloba mais de 200 bens previamente importados do exterior, como "equipamentos médicos, tecnológicos e de comunicação, veículos, máquinas de agricultura e materiais elétricos", segundo o premiê russo, Mikhail Mishustin.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

"Essa medida é necessária para garantir a estabilidade do mercado russo", diz o texto da ordem, que prevê exceções para a União Econômica Eurasiática, associação liderada por Moscou e que reúne ex-repúblicas soviéticas, e também para as regiões separatistas de Abecásia e Ossétia do Sul, na Geórgia.

Além disso, o governo proibiu a exportação de "alguns tipos de madeira" para países que cometeram "ações hostis" contra a Rússia, incluindo os Estados Unidos e os membros da União Europeia.

O Kremlin também chegou a ameaçar cortar o abastecimento de gás natural para a Europa, mas ainda não tomou nenhuma medida nesse sentido. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários