Petróleo sobe e bolsas europeias operam em queda
Luiza Eiterer
Petróleo sobe e bolsas europeias operam em queda

O petróleo voltou a subir nesta quinta-feira (10), após a maior queda em quase dois anos na véspera, em meio a expectativas quanto à negociação diplomática entre Rússia e Ucrânia. As Bolsas europeias operam em baixa, enquanto as asiáticas fecharam em alta, acompanhando os ganhos de Wall Street do dia anterior.

Nesta quinta-feira, o encontro entre os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e da Ucrânia, Dmytro Kuleba, na Turquia, terminou sem acordo, nas primeiras conversas diretas entre os chefes da diplomacia dos dois países desde que Moscou invadiu seu vizinho, em 24 de fevereiro.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

O Brent, de referência internacional, avançava 5,16%, sendo negociado a US$ 116,88. Já o petróle leve americano, referência nos EUA, registrava alta de 4,25%, a US$ 113,32.

Na véspera, o petróleo caiu mais de 12%, quando os Emirados Árabes Unidos se comprometeram a apoiar o aumento da produção de petróleo, para aliviar o caos nos mercados de energia.

Na Europa, as Bolsas caem. Londres recuava 0,95%, enquanto o índice DAx, da Bolsa de Frankfurt, tinha queda de 2,38%. Na Bolsa de Paris, o índice CAC apresentava perda de 2,08%.

Leia Também

Na Ásia, o Nikkei, da Bolsa de Tóquio, fechou com alta de 3,94%. A Bolsa de Hong Kong avançou 1,27%.

Em uma entrevista após o encontro, o chanceler ucraniano disse que nenhum progresso foi feito para alcançar um cessar-fogo nas negociações.

Segundo ele, a situação mais difícil é a da cidade ucraniana de Mariupol, no Mar de Azov, onde na quarta-feira um hospital infantil, que também é maternidade, foi bombardeado. A Rússia alega que o hospital havia sido esvaziado e transformado em base militar. A invasão à Ucrânia entra na terceira semana.

Petróleo russo

Os líderes da União Europeia estudam deixar de comprar petróleo, gás e carvão russos, segundo mostrou um esboço de declaração, nesta quinta-feira. Os Estados Unidos proibiram as importações de petróleo e gás da Rússia na terça-feira, enquanto o Reino Unido disse que eliminaria gradualmente as importações de petróleo russo até o fim do ano.

Os preços mais altos da energia reforçarão as expectativas de que o Federal Reserve dos EUA aumentará as taxas de juros em 25 pontos-base em sua reunião de política na próxima semana, para domar a inflação descontrolada.

Nos mercados de câmbio, o euro era negociado a US$ 1,1047 depois de saltar 1,6% na quarta-feira, seu melhor dia desde junho de 2016.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários