Inflação
Agência Brasil
Inflação

 A prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA-15 acelerou em fevereiro e subiu 0,99%, ante alta de 0,58% em janeiro. É a maior alta para um mês de fevereiro desde 2016, quando chegou a 1,42%.

O resultado levou o indicador a acumular 10,76% em 12 meses. Os dados são do IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15), divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira.

O resultado veio acima do esperado pelo mercado. Analistas ouvidos pela Reuters projetavam alta de 0,85% no mês e 10,60% em 12 meses.

Inflação alta até abril

Economistas avaliam que a inflação deverá perder força após ter alcançado o patamar de dois dígitos (10,06%) em 2021. Ainda assim, a avaliação é de que o IPCA deve seguir pressionado, encerrando 2022 acima do teto da meta de 5%. Se confirmado, será o segundo descumprimento consecutivo da meta de inflação pelo Banco Central.

Leia Também

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Relatório do J.P. Morgan apontou que a a prévia da inflação de fevereiro adiciona visibilidade sobre o impacto dos mecanismos de indexação em alguns componentes de grande peso da cesta de serviços, especialmente as taxas de educação.

"Até agora, esperamos que pressões inflacionárias acima do consenso mantenham a inflação alta pelo menos até abril", informou o banco.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários