Presidente Jair Bolsonaro (PL) em evento no Rio de Janeiro (RJ)
Alan Santos/PR
Presidente Jair Bolsonaro (PL) em evento no Rio de Janeiro (RJ)

Em meio às discussões sobre um possível reajuste salarial, o presidente Jair Bolsonaro fez um afago público nesta segunda-feira à Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante uma cerimônia no Palácio do Planalto. Bolsonaro convidou dezenas de policiais para o palco, disse que eles merecem ser "valorizados" e pediu para que a sociedade "entenda que isso deva ser feito". O presidente, contudo, não confirmou se concederá o aumento.

"Nós temos que valorizar esses profissionais. Eu espero que a sociedade entenda que isso deva ser feito. Vivemos um momento difícil com a pandemia, onde lamentamos todas as mortes, mas também sofremos um baque na economia. E algumas categorias…Ou melhor, todas as categorias merecem ser valorizadas", afirmou Bolsonaro.

Em seguida, o presidente disse que "quem nós pudermos salvar na frente, a gente salva" e pediu "compreensão" dos demais servidores:

"O que nós procuramos fazer? Quem nós pudermos salvar na frente, a gente salva. Espero a compreensão das demais categorias, dos demais servidores do Brasil."

As declarações ocorreram durante evento de lançamento de plataformas digitais de políticas públicas de direitos humanos. Bolsonaro desceu a rampa que liga o terceiro andar do Planalto ao segundo andar acompanhado dos PRFs. Durante seu discurso, convidou-os para subir ao palco.

Leia Também

O presidente relacionou a corporação ao tema da cerimônia dizendo que os policiais rodoviárias atuam no combate ao tráfico de drogas.

À noite, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o funcionalismo merece aumento, mas isso esbarra no teto de gastos e na lei eleitoral.

"O funcionalismo merece o aumento, tem que ter o aumento. Só que nós estamos esbarrando no teto e é ano de eleição. Se nós tentarmos dar o aumento agora, a gente pode se chocar com a lei eleitoral", disse Guedes, em entrevista à TV Jovem Pan News.

No ano passado, Bolsonaro prometeu dar um aumento para a PRF,  Polícia Federale para o Departamento Penitenciário Nacional, e chegou a reservar R$ 1,9 bilhão no Orçamento deste ano para esse fim. A promessa de reajuste para as forças policiais, contudo, gerou protestos das demais categorias.

Agora, o governo do presidente avalia conceder um reajuste linear de R$ 400 para todos os servidores da União neste ano, de acordo com integrantes do Executivo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários